Presidente da Federação Paranaense defende volta do futebol

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) e clubes continuam a se reunir para planejar a volta do futebol no estado. Hélio Cury, presidente da entidade, voltou a defender a retomada das partidas e ainda fez críticas à prefeitura de Curitiba.

Em entrevista à Rádio Banda B, o mandatário afirmou estar conversando com a Secretaria de Saúde. “Vamos avaliar as nossas possibilidades. Já entrei em contato com o pessoal da Saúde para tentar mostrar que o futebol não é o grande vilão da história”, disse. Ele ainda defendeu que o futebol está em nível de estruturação suficiente para que tudo ocorra com segurança.

A FPF trabalha com a ideia de retomar com os jogos na segunda metade de julho, ou seja, em menos de um mês. Ele alega que o futebol como um todo não poderia estar parado e que está sendo prejudicados por um excesso por parte das autoridades.

Hélio admitiu que a situação do coronavírus no estado do Paraná não é boa. Porém, comparando com outros estados, é um quadro não tão ruim. “Estávamos com certa tranquilidade e agora a coisa desandou, a curva não achatou, criou-se um problema maior. Porém, em cima disso, temos aqui ainda um problema menor em relação a outros estados”, declarou.

Por fim, o presidente saiu em defesa do Athletico-PR e teceu críticas à prefeitura de Curitiba. Por conta de uma proibição do prefeito da capital, o Furacão está impedido de realizar treinos em seu CT, enquanto seus rivais Coritiba e Paraná treinam normalmente por fazerem seus trabalhos na região metropolitana. “Esta posição quanto ao Athletico não é correta. Temos o Paraná, Coritiba, Operário, Cianorte, treinando. Só o Athletico, com toda sua infraestrutura, que não. As coisas não casam”, afirmou.

Fonte: Terra

Compartilhe: