Prefeitura de Cianorte negocia com inadimplentes

iptu01A média de inadimplência em relação ao pagamento de impostos em Cianorte é de 30%. Dos 9 mil contribuintes que estão em débito com a prefeitura, há aproximadamente R$ 8 milhões a receber pelo poder público. Dinheiro que poderia ser investido em obras e melhorias na cidade. Desde a última quinta-feira (21) a prefeitura está encaminhando os débitos para protesto no Cartório de Registro de Títulos, Documentos e Protestos. “O prazo para pagamento acabou, mas ainda estamos negociando com quem tem imposto atrasado”, informou a chefe da Divisão de Dívida Ativa, Vânia Ornaghi Pereira.

O prazo terminou na última quarta-feira (20), mas quem deve ainda pode procurar o setor de Dívida Ativa da Prefeitura para pagar sua dívida e evitar que fique com o nome sujo na praça, incluído no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e no Serasa, por exemplo, dificultando procedimentos como negociações, abertura de contas, receber crédito, entre outros.

A Divisão de Dívida Ativa já fez até ontem 1.269 parcelamentos de dívidas atrasadas, sendo que até o final de fevereiro eram 425 parcelamentos. Ou seja, é grande o número de inadimplentes que procuram negociar com a prefeitura, que sempre oferece oportunidades para se colocar a situação em dia. Entre elas, há opção de dar 20% de entrada e parcelar o restante em até 36 vezes. Mesmo assim, ainda há muitos inadimplentes que não quitam seus débitos.

Foram confeccionados 29 mil carnes de IPTU, sendo que a estimativa de arrecadação é de R$ 28 milhões com os impostos como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), alvará, limpeza, iluminação pública, do Corpo de Bombeiros, entre outros.

EM CASA – Esse ano foi a primeira vez que a prefeitura enviou todos os carnes de IPTU pelos Correios. Geralmente, havia uma media de 25% que não recebiam o documento por desatualização de endereço. O chefe de Receitas Imobiliárias, José Marques Piza, informa que aproximadamente 2 mil carnês voltaram esse ano, com os Correios não conseguindo localizar os contribuintes. Quem não recebeu o carnê, deve ir até a prefeitura e atualizar seus dados no sistema. Mais informações pelo 3619-6275.

Texto e foto: Andye Iore

Compartilhe:

Prefeitura de Cianorte negocia com inadimplentes

iptu01A média de inadimplência em relação ao pagamento de impostos em Cianorte é de 30%. Dos 9 mil contribuintes que estão em débito com a prefeitura, há aproximadamente R$ 8 milhões a receber pelo poder público. Dinheiro que poderia ser investido em obras e melhorias na cidade. Desde a última quinta-feira (21) a prefeitura está encaminhando os débitos para protesto no Cartório de Registro de Títulos, Documentos e Protestos. “O prazo para pagamento acabou, mas ainda estamos negociando com quem tem imposto atrasado”, informou a chefe da Divisão de Dívida Ativa, Vânia Ornaghi Pereira.

O prazo terminou na última quarta-feira (20), mas quem deve ainda pode procurar o setor de Dívida Ativa da Prefeitura para pagar sua dívida e evitar que fique com o nome sujo na praça, incluído no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e no Serasa, por exemplo, dificultando procedimentos como negociações, abertura de contas, receber crédito, entre outros.

A Divisão de Dívida Ativa já fez até ontem 1.269 parcelamentos de dívidas atrasadas, sendo que até o final de fevereiro eram 425 parcelamentos. Ou seja, é grande o número de inadimplentes que procuram negociar com a prefeitura, que sempre oferece oportunidades para se colocar a situação em dia. Entre elas, há opção de dar 20% de entrada e parcelar o restante em até 36 vezes. Mesmo assim, ainda há muitos inadimplentes que não quitam seus débitos.

Foram confeccionados 29 mil carnes de IPTU, sendo que a estimativa de arrecadação é de R$ 28 milhões com os impostos como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), alvará, limpeza, iluminação pública, do Corpo de Bombeiros, entre outros.

EM CASA – Esse ano foi a primeira vez que a prefeitura enviou todos os carnes de IPTU pelos Correios. Geralmente, havia uma media de 25% que não recebiam o documento por desatualização de endereço. O chefe de Receitas Imobiliárias, José Marques Piza, informa que aproximadamente 2 mil carnês voltaram esse ano, com os Correios não conseguindo localizar os contribuintes. Quem não recebeu o carnê, deve ir até a prefeitura e atualizar seus dados no sistema. Mais informações pelo 3619-6275.

Texto e foto: Andye Iore

Compartilhe: