Prefeito doa salário para instituições de Cianorte

doacao

Desde que fundou a Avícola Cianorte Ltda (Avenorte), em 1997, juntamente com seus sócios, o prefeito de Cianorte, Claudemir Bongiorno, assumiu como compromisso uma característica que sempre teve: o apoio às entidades e projetos assistenciais de Cianorte e dos distritos. O que foi comprovado mais uma vez na semana passada quando doou o  salário de março para três entidades assistenciais cianortenses.

O engajamento com as causas sociais foi um dos motivos que colaboraram para a sua investidura na política municipal, na qual exerceu a função de vereador por 12 anos e, desde 2013, é prefeito.

Apesar dos cargos públicos, as iniciativas pessoais em auxílio às instituições do terceiro setor não pararam. Em 2015, por exemplo, em sua maior ação, Bongiorno lançou campanha em ajuda à Santa Casa de Cianorte, por meio da doação de R$ 10 mil para a compra de medicamentos, além de efetuar empréstimo para a manutenção do hospital filantrópico, que ameaçou fechar as portas por crise financeira.

BENEFICIADAS – O gestor municipal doou na semana passada seu salário referente ao mês de março em benefício de três entidades assistenciais. Ao todo, a Sociedade de Assistência Social, Educacional, Beneficente e Maternal de Cianorte (Sasbemc), o Provopar Municipal e o Sou Vivo Não Uso Drogas receberam R$ 15 mil, divididos igualmente.

“Esta é uma ação feita pelo ser humano Bongiorno. Não pelo prefeito, nem pelo empresário da Avenorte. Trata-se de um chamado do coração para ombrear estas entidades que tanto admiro e que fazem a diferença na vida daqueles que mais precisam. Em minha trajetória, já passei por muita coisa, e aprendi que quem doa é que deve agradecer a Deus, pois tem o suficiente para fazê-lo”, afirmou Bongiorno.

Para o vice-presidente da Sasbemc, Sidnei Augusto Cordeiro, o ato do gestor é louvável e serve de exemplo. “Nossa entidade atende a 72 crianças em situação de vulnerabilidade, com serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Sua manutenção depende totalmente da comunidade e, por isso, vivemos em busca de apoio. Assim, agradecemos muito a iniciativa e esperamos que ela inspire outros empresários à doação”, disse.

O mesmo foi reiterado pelo presidente do projeto social Sou Vivo Não Uso Drogas, pastor François Dantas. “Vivemos de doações físicas e jurídicas e com os recursos adquiridos com o trabalho dos acolhidos que, para não ficarem ociosos e por conta de atividade terapêutica, atuam com horta e a fabricação de tijolos paver. Por isso, toda ajuda é bem-vinda e aproveitada ao máximo”, garantiu. A instituição atende pessoas em recuperação de vícios, como o uso de drogas.

“Em momentos de crise, como esta pela qual o Brasil está passando, as entidades assistenciais tornam-se ainda mais necessárias no suprimento das demandas dos menos favorecidos e, por isso, precisa de mais recursos. Esta doação, que nos chega de maneira espontânea e inesperada, em muito nos ajuda. Podem ter certeza de que este valor será multiplicado em serviços”, finalizou o presidente do Provopar, Ed Wilson.

Texto e foto: Da Redação

Compartilhe: