Policiamento em rodovias do Paraná é destaque em Seminário

O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) participou do Seminário Raízen Sudeste, Roubos de Cargas, Fraudes e Delitos Conexos, realizado na cidade de Mairinque, no estado de São Paulo, terça-feira (29). No encontro foram discutidas estratégias de policiamento, inovações e tecnologias aplicáveis à segurança viária. O Paraná se destacou pelos baixos índices de roubos de carga: 3% de todos os crimes deste tipo no Brasil ocorreram em estradas estaduais paranaenses.

Em 2018, houve 1.141 ocorrências de furto e roubo de cargas no Estado. Dos 399 municípios do Paraná, 105 tiveram registro dessas situações. Comparado com outros estados, o Paraná possui um dos menores índices dessa modalidade criminosa. A região Sudeste registra 84,7% dos crimes.

O comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, tenente-coronel Olavo Vianei Francischett Nunes, participou do evento como palestrante e indicado pelo comando-geral da Polícia Militar do Paraná. “Foi uma oportunidade para mostrar os dados positivos do Paraná”, disse ele, que destacou o trabalho integrado das forças de segurança do Estado.

Em sua palestra o oficial destacou o fato de o Paraná possuir um porto de grande escoamento de produtos, com grande fluxo de cargas provenientes de outros estados e que, mesmo assim, o combate ao crime tem sido incisivo e com resultados positivos. Também foi dada ênfase na atuação conjunta de várias unidades da Polícia Militar do Paraná, como o Batalhão de Polícia de Fronteira e do Batalhão de Operações Aéreas.

O evento contou com a presença de diversos órgãos de Segurança Pública de estados Sudeste e Sul – Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. Participaram deputados federais e setores vítimas de roubos e furtos de cargas.

O coordenador do Programa de Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas (Pró-carga), delegado Waldomiro Pompiani Milanesi, que também esteve presente, explicou que o trabalho de segurança pública deve ser compartilhado entre estados e corporações para que haja maior eficiência nas ações.

“Com palestras e discussões fazemos com que esses agentes de segurança tomem conhecimento de cada setor envolvido no transporte, seja o transportador, o caminhoneiro, as indústrias, para integrar o conhecimento”, disse. É fundamental que isso ocorra, não só para o desenvolvimento do nosso país, mas também da nossa sociedade”, disse.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: