Polícia identifica e busca suspeito de assassinato em Cianorte

assassinato-douglas02

A Polícia Civil espera prender em breve o assassino do cianortense Douglas Messias da Silva (imagem à esquerda), de 23 anos, na madrugada de ontem (31). Um suspeito foi identificado e é procurado na região.

Ele é de Cruzeiro do Oeste, a família de Tapejara (a aproximadamente 35km de Cianorte) e já teria passagem policial por outros crimes em cidades da região. “Estamos com três equipes nossas desde a manhã procurando pelo suspeito”, comentou o delegado chefe da 21ª SubDivisão de Polícia Civil de Cianorte, Adão Wagner Loureiro Rodrigues (imagem à direita) .

A polícia chegou até o suspeito de latrocínio (roubo seguido de morte) após um intenso trabalho de investigação durante a madrugada cruzando dados e informações que levaram a três residências em Cianorte e uma em Tapejara. Já há duas pessoas presas relacionadas à receptação do telefone roubado no crime, por desbloqueio de telefone adquiridos em crimes e tráfico de drogas.

O trabalho da Polícia Civil foi difícil no começo porque a qualidade das imagens captadas na região do crime pelas câmeras de vigilância são ruins e o assaltante não é de Cianorte. O cruzamento de dados começou após localizar pelo sistema telefônico onde estava o aparelho roubado.

Os policiais foram até a residência e localizaram o aparelho. A pessoa informou um outro endereço onde havia sido feito o desbloqueio para uso do aparelho. E em seguida numa terceira casa onde estaria a pessoa que recebeu o aparelho do ladrão. E onde também foi localizada documentação do suspeito. Foram feitas comparações com a foto do documento com as das filmagens e da internet. O que acabou levando os policiais até a família do suspeito em Tapejara, onde as buscas se concentram agora à tarde.

RELIGIÃO – Douglas Messias da Silva foi sepultado na manhã de hoje em Cianorte. Ele foi morto por um ladrão após reagir a um assalto na praça de skate. O assassino roubou o celular de um amigo da vítima. Messias saiu correndo atrás do ladrão e foi atingido por dois tiros – um no abdome e outro no peito – na avenida Pará e morreu no Hospital Santa Casa.

Douglas Messias era vendedor na loja Solange Calçados. Ele costumava publicar na internet fotos sorrindo e com mensagens religiosas: “…lute pelo oque você acredita mesmo que não tenha mais forças, se Deus colocou esse propósito na sua cabeça significa que você consegue cumpri-lo…”, citou numa delas.

Esse foi o primeiro homicídio de 2016 em Cianorte. A cidade diminuiu os índices de assassinato, tendo registrado oito crimes do tipo em 2014 e cinco no ano passado.

Texto: Andye Iore
Fotos:
– Douglas Messias: Arquivo pessoal/Internet
– Delegado Adão Wagner: Andye Iore

Compartilhe: