PF prende sete suspeitos em tráfico internacional de drogas

logo-trafico2

A Polícia Federal deflagrou, nos dias 2 e 3 de julho, investigação policial denominada Pégaso, que culminou no indiciamento de sete brasileiros, suspeitos de integrarem organização criminosa especializada no tráfico internacional de cocaína da Bolívia para o Brasil.

A investigação iniciou em 15 de fevereiro desse ano, com a apreensão de uma aeronave que pousara no aeródromo de Pará de Minas (MG), carregada com 420kg de cocaína. Ela teria iniciado voo irregular no interior do Mato Grosso, com pouso e decolagem em pista clandestina situada na Bolívia para o carregamento da droga e posterior destino a Minas Gerais, local em que seria entregue a cocaína. Na ocasião, além da apreensão da aeronave e da droga, foi preso em flagrante seu piloto. Posteriormente, foram identificados os demais integrantes da ORCRIM, suas residências e uma pista de pouso no interior do Mato Grosso, suspeita de ser utilizada como entreposto para o tráfico de drogas.

Nesta nova fase da investigação, foram cumpridas buscas em Contagem (MG), Esmeraldas (MG), Pará de Minas (MG), Alto Garças (MT) e Campo Grande (MS), presos preventivamente dois dos supostos integrantes da ORCRIM e apreendidos veículos que seriam utilizados para o transporte da cocaína, além de uma outra aeronave que se encontra em situação irregular perante a ANAC.

O suposto proprietário da aeronave apreendida com a droga em fevereiro de 2017 teve sua prisão temporária decretada, porém encontra-se foragido. Os demais indiciados responderão ao inquérito policial em liberdade pela prática dos crimes de tráfico internacional de drogas e de organização criminosa, cujas penas cominadas podem chegar a 30 anos de prisão.

Texto: ASC PF

Compartilhe: