PC desvenda assassinato e identifica autor de disparos

adao05Cianorte teve um começo de ano tranquilo em relação a homicídios e agora o setor policial passou a ficar mais agitado. Em duas semanas aconteceram um assassinato e duas tentativas de homicídios na cidade. O delegado chefe da 21ª Subdivisão de Polícia Civil, Adão Wagner Loureiro Rodrigues (foto), informou que já solucionou o caso do morador que morreu esfaqueado na semana passada no Jardim Vitória.

A briga de vizinhos acabou na morte do morador com 31 anos de idade que levou uma facada e morreu no local. O delegado ouviu testemunhas e suspeitos e um dos vizinhos já assumiu a autoria do crime – apontado como acidente a principio – e justificado como legítima defesa após uma briga. “Já interroguei ele e nos próximos dias ele deve ser preso”, anunciou o delegado Adão Wagner.

Já o primeiro homicídio do ano ainda está sob investigação. Um homem com 35 anos de idade foi assassinato a tiros num bar no dia 3 de abril, no Jardim Santa Mônica. O delegado comenta que há duas linhas de investigação, mas que não pode dar mais detalhes para não prejudicar o trabalho policial.

Outros dois casos apurados essa semana teriam os mesmos autores. Na noite da última segunda-feira (18) e na tarde de ontem tiros foram disparados nas ruas no bairro Aquiles Comar. Na primeira ocorrência uma adolescente de 16 anos foi ferida nas costas e foi socorrida ao hospital. Na segunda, houve um tiroteio próximo ao cemitério, com uma mulher ferida de raspão por uma bala e o rapaz alvo dos tiros sendo atingido na perna. O delegado informou que os casos estão ligados às brigas anteriores entre rivais na região.

Além dos casos citados com indícios criminais, ainda teve a morte do agricultor de 34 anos na zona rural cianortense no último sábado (16). Ele foi verificar um barulho na propriedade e sua espingarda teria disparado acidentalmente ferindo-o no abdome. Ele morreu no local.

ESTATÍSTICA – Cianorte registrou nove homicídios em 2014, sendo que uma morte foi acidental e somente dois casos estão em aberto ainda, sem a solução e prisão dos autores.

Texto e foto: Andye Iore/FOLHA

Compartilhe:

PC desvenda assassinato e identifica autor de disparos

adao05Cianorte teve um começo de ano tranquilo em relação a homicídios e agora o setor policial passou a ficar mais agitado. Em duas semanas aconteceram um assassinato e duas tentativas de homicídios na cidade. O delegado chefe da 21ª Subdivisão de Polícia Civil, Adão Wagner Loureiro Rodrigues (foto), informou que já solucionou o caso do morador que morreu esfaqueado na semana passada no Jardim Vitória.

A briga de vizinhos acabou na morte do morador com 31 anos de idade que levou uma facada e morreu no local. O delegado ouviu testemunhas e suspeitos e um dos vizinhos já assumiu a autoria do crime – apontado como acidente a principio – e justificado como legítima defesa após uma briga. “Já interroguei ele e nos próximos dias ele deve ser preso”, anunciou o delegado Adão Wagner.

Já o primeiro homicídio do ano ainda está sob investigação. Um homem com 35 anos de idade foi assassinato a tiros num bar no dia 3 de abril, no Jardim Santa Mônica. O delegado comenta que há duas linhas de investigação, mas que não pode dar mais detalhes para não prejudicar o trabalho policial.

Outros dois casos apurados essa semana teriam os mesmos autores. Na noite da última segunda-feira (18) e na tarde de ontem tiros foram disparados nas ruas no bairro Aquiles Comar. Na primeira ocorrência uma adolescente de 16 anos foi ferida nas costas e foi socorrida ao hospital. Na segunda, houve um tiroteio próximo ao cemitério, com uma mulher ferida de raspão por uma bala e o rapaz alvo dos tiros sendo atingido na perna. O delegado informou que os casos estão ligados às brigas anteriores entre rivais na região.

Além dos casos citados com indícios criminais, ainda teve a morte do agricultor de 34 anos na zona rural cianortense no último sábado (16). Ele foi verificar um barulho na propriedade e sua espingarda teria disparado acidentalmente ferindo-o no abdome. Ele morreu no local.

ESTATÍSTICA – Cianorte registrou nove homicídios em 2014, sendo que uma morte foi acidental e somente dois casos estão em aberto ainda, sem a solução e prisão dos autores.

Texto e foto: Andye Iore/FOLHA

Compartilhe: