Paraná mostra bons exemplos no Fórum Social Mundial

A coordenadoria executiva do movimento Nós Podemos Paraná, que representa o primeiro setor, participou do Fórum Social Mundial que aconteceu entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador (BA). O evento, que reuniu cerca de seis mil pessoas, busca criar um espaço para debates e troca de experiências, com o objetivo de elaborar alternativas para uma transformação social global. Foto: Divulgação

A coordenadoria executiva do movimento Nós Podemos Paraná, que representa o primeiro setor, participou do Fórum Social Mundial que aconteceu entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador (BA). O evento, que reuniu cerca de seis mil pessoas, busca criar um espaço para debates e troca de experiências, com o objetivo de elaborar alternativas para uma transformação social global.

O Paraná apresentou cases de sucesso e iniciativas para o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), do Pacto Global, do qual o Estado é signatário.

De acordo com o coordenador-executivo do movimento Nós Podemos Paraná, Nemécio Muller, entre os bons projetos apresentados durante o Fórum Mundial estão dois produtos desenvolvidos pela Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná). O primeiro é um sistema de Business Intelligence (BI), uma ferramenta que tem o objetivo de mapear e aferir se o Estado está ou não cumprindo com as metas do ODS 1, a erradicação da pobreza. O BI é atualizado mensalmente por meio do Cadastro Único, um instrumento que identifica e caracteriza a situação socioeconômica das famílias, e serve como uma bússola que orienta na tomada de decisão.

O segundo produto é um site que funciona como um repositório de boas práticas. A ferramenta une dicas, sugestões e boas iniciativas que estão sendo desenvolvidas em prol das ODS, pela sociedade civil, empresas e pelo governo. A intenção é promover uma troca e interação entre os três setores.

Estamos envolvendo em um único site as ações do governo e disponibilizando essas informações para que a sociedade civil possa contribuir com o sucesso no cumprimento dos ODS. Esse modelo é referência no Brasil”, disse Muller.

Segundo ele, o Programa Família Paranaense, coordenado pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, também chamou a atenção no Fórum Mundial devido aos bons números alcançados.

Com as ações do projeto foi possível reduzir em 57,4% o índice de extrema pobreza no Paraná, conforme levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). O programa dá apoio para que paranaenses saiam da situação de vulnerabilidade social e conquistem sua autonomia e emancipação.

Uma ação que vai ao encontro do primeiro ODS, que é a erradicação da pobreza. O Paraná foi o primeiro Estado do mundo a aderir às metas globais, e mostrou que vem construindo um novo caminho de mais oportunidade a todos”, afirmou o coordenador.

Na área da saúde, segundo Nemécio Muller, o Paraná se destacou na prevenção do câncer de mama. Possui quatro Centros e Diagnostico de Câncer de Mama nas cidades de Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel. Todas contam com equipamentos modernos que asseguram exames e diagnósticos rápidos e, se necessário, o início imediato do tratamento. Há casos de redução do tempo de diagnóstico de exames de rastreamento de 10 meses para 14 dias.

SOBRE O FÓRUM – O Fórum Social Mundial é um evento que envolve movimentos sociais de várias partes do mundo, a fim de elaborar alternativas para uma transformação social global. O primeiro FSM teve objetivo de se contrapor ao Fórum Econômico Mundial de Davos que, desde 1971, defende as políticas neoliberais em todo mundo.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: