Paraná já executou 85% do projeto financiado pelo Banco Mundial

Governador Beto Richa assina com representantes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento –BIRD-, termo de abertura dos trabalhos para a realização dos estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira, jurídica e ambiental do Projeto Nova Ferrovia. Participaram os secretários José Richa Filho (Infraestrutura); Juraci Barbosa Sobrinho (Planejamento); Fernando Ghignone (Administração) e demais autoridades. Curitiba, 21/03/2018. Foto: Orlando Kissner/ANPr

Em agenda com executivos do Banco Mundial (Bird) nesta quarta-feira (21), o governador Beto Richa tratou dos resultados alcançados pelo Projeto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná, feito pelo Governo do Estado, em parceria com o Bird.

O projeto recebe investimento de R$ 1,1 bilhão (US$ 350 milhões), em vários programas do Governo do Estado nas áreas da saúde, educação, meio Ambiente, agricultura, planejamento, administração e gestão fiscal.

Já foram executados 85%, o que significa mais de R$ 970 milhões (ou US$ 298 milhões), e o compromisso do Governo do Estado é que 110% da meta seja cumprida até novembro de 2019. “São mais investimentos para garantir um desenvolvimento vigoroso e sustentável de todas as regiões do Paraná”, disse Richa.

DEVOLUTIVA – Para o secretário de Estado de Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa, a reunião foi fundamental para apresentar uma devolutiva aos diretores do Bird. “O resultado é muito bom, tanto que pretendemos continuar com financiamento do Bird, ampliando os programas que estamos fazendo agora e começando outros programas para melhorar a gestão e atendimento do serviço público”, disse.

O gerente do projeto pelo Banco Mundial, Davide Zucchini, elogiou a parceria com o Governo do Paraná. “Há um compromisso forte com a implementação do projeto, estamos satisfeitos com os resultados apresentados”, afirmou, citando o programa Rede Mãe Paranaense, que consiste em conjunto de ações que envolve a captação precoce da gestante.

Zucchini comentou, ainda, que a atual missão, além de avaliar os resultados e rediscutir as metas, pretende estabelecer prioridades futuras do Estado, com as quais o Banco Mundial pretende contribuir.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: