Paraná ganha reforço na segurança com 2,8 mil policiais

GOVERNADOR NOMEIA 2.884 POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES E DELEGA

O governador Beto Richa nomeou hoje (16) mais 2.884 novos profissionais para reforçar a segurança pública no Paraná. São 2.212 policiais militares, 608 bombeiros militares e 64 delegados. Richa afirmou que o reforço do contingente policial e das investigações reflete diretamente na diminuição dos índices de criminalidade.

Com a nomeação, ultrapassa a marca de 10 mil policiais civis e militares contratados desde 2011. “Investimos na área de segurança pública ao longo de toda a gestão. Contratamos mais policiais, compramos novas viaturas e equipamentos mais modernos e garantimos condições de trabalho mais adequadas aos policiais e ao planejamento de segurança em todo o Estado”, afirmou o governador na solenidade, realizada em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba.

“Com a ampliação de profissionais e equipamentos, fizemos prisões sistemáticas em todo o Paraná. São criminosos retirados de circulação e grande número de drogas apreendidas em todas as regiões, em especial no Oeste do Estado, na fronteira internacional que é a porta de entrada das drogas e do armamento pesado para o resto do País”, destacou Richa. “Avançamos bastante e melhoramos significativamente os índices de segurança em todo Estado.”

O governador disse que precisou esperar para convocar a nova turma de policias devido ao limite prudencial de gastos com funcionalismo. “Como contratamos muitos servidores, como professores e policiais, atingimos o limite prudencial, que é quase uma infração à Lei de Responsabilidade Fiscal. Agora, com ajuste fiscal, a situação está mais tranquila”, ressaltou.

PARANÁ SEGURO – O aumento do efetivo das forças de segurança faz parte do Paraná Seguro, programa estratégico do governo estadual, implantado em 2011, que reúne o maior investimento em segurança pública da história do Estado. Além da contratação dos profissionais, foram adquiridas 1.500 novas viaturas e novos equipamentos para melhor aparelhar a polícia.

FORMAÇÃO – Os bombeiros e policiais militares passaram em concurso público feito em 2013, no qual mais de 120 mil pessoas se inscreveram. Eles foram convocados em dezembro de 2015. Agora nomeados, iniciam até o final deste mês o Curso de Formação de Soldados em cinco diferentes regiões do Estado.

Curitiba receberá para o treinamento 798 PMs e 331 bombeiros; Londrina 396 PMs e 37 BMs; Maringá 355 PMs e 37 bombeiros; Ponta Grossa 226 PMs e 37 bombeiros e Cascavel 497 PMs e 166 bombeiros.

A capacitação tem duração de 1.500 horas/aula e deve prosseguir até o final do ano. A partir do mês de agosto, os novos policiais iniciam os estágios probatórios nas ruas, com a supervisão de policiais mais experientes. Os profissionais passarão a atuar nas regiões onde fizeram sua formação.

POLÍCIA CIVIL – De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Júlio Reis, com esta nomeação, as contratações feitas pelo governo Beto Richa formam 40% dos profissionais da corporação. Os novos delegados fazem parte da segunda turma do concurso convocada pelo governador. Em junho de 2014, Richa chamou outros 66 delegados.

As cidades para as quais serão designados os 64 novos delegados serão definidas pela Polícia Civil, assim como o início do curso e a carga horária na Escola Superior da Polícia Civil. Os profissionais irão reforçar as delegacias especializadas da capital, as Delegacias da Mulher e as subdivisões policiais no interior do Estado.

Texto : AE-PR / Foto: Arnaldo Alves

Compartilhe: