Paraná ganha destaque em Congresso de Cidades Inteligentes


O envolvimento dos municípios paranaenses em plataformas digitais foi demonstrado através de experiências pelo secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, no Congresso Mundial de Cidades Inteligentes (Smart Cities World Congress) que acontece em Barcelona, na Espanha.

O ‘Modelo de Administração Participativa do Paraná’ foi o tema da palestra nesta quarta-feira (14) na seção de Governança do congresso que tratou das Transformações do Governo na Era Digital.

“Muitas das experiências que estamos vendo aqui, muitos dos serviços públicos que estão sendo disponibilizados através de tecnologias inovadoras, estarão presentes nas nossas cidades dentro de pouco tempo”, disse Barros.

O secretário afirmou que é preciso se preparar para isso. “Se colocarmos um olhar crítico sobre essas tecnologias – e como isso pode ser transportado para a realidade dos governos municipal e estadual –  tanto mais eficientes nós seremos, mais serviços vamos prestar com menores custos, além de melhorar a relação entre o governo e a população”.

Ele apresentou no evento o Governo Digital, plataforma desenvolvida pelo Governo do Paraná que integra sistemas do Estado e tem mais de 350 serviços disponíveis, em um único site, para a população, instituições governamentais e empresas públicas e privadas. Os serviços vão do pagamento do IPVA e consulta aos assuntos relativos à habilitação, até a verificação do boletim escolar e o saldo do Nota Paraná.

O secretário também destacou o comprometimento do Paraná com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e informou que 232 municípios já assinaram o termo de compromisso.

“Isso quer dizer que essas cidades estão agora desafiadas a fazer planejamento a longo prazo, porque os ODS têm metas a serem alcançadas até 2030. Os municípios terão que acompanhar isso, estabelecer seus indicadores e avaliar a evolução das suas iniciativas, independentemente de quem estiver no comando da gestão”, afirmou.

Para Silvio Barros, a conectividade com o conceito de cidade inteligente (smart city) existe porque não se faz planejamento de longo prazo sem levar em conta as transformações digitais que esses conceitos vão impor a todas as cidades – que acontecerão, independentemente de estar ou não no plano.

COMITIVA

A comitiva brasileira participa da Barcelona Smart Week, semana dedicada a conhecer as inovações da capital catalã e a se aprofundar no tema de cidades inteligentes. A missão é promovida pelas empresas iCities e Global Business. “Em 2014 havia apenas 5 pessoas em nossa comitiva, hoje estamos em 50 e para ano que vem planejamos ter mais de 300 brasileiros no Congresso Mundial”, comentou o cofundador e diretor de novos negócios do iCities, Roberto Marcelino.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: