Paraná disputa vagas no Conselho Nacional de Política Cultural

O Paraná disputa as duas vagas reservadas à Região Sul no Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC). Qualquer cidadão maior de 18 anos pode ajudar a definir os representantes por meio da votação popular, que está aberta até 25 de novembro pelo site cnpc.cultura.gov.br/votacultura.

Três candidatos, apontados pelo Conselho Estadual de Cultura (Consec), estão na disputa pelo Paraná: Helcio Luiz Wendler Kovaleski (Ponta Grossa), Leonardo Franceschi Ferreira (Colombo) e Soraya Lucas do Amaral (Apucarana).

Os representantes da sociedade civil foram indicados por Conselhos de Cultura dos estados e do Distrito Federal a constituírem o CNPC. Os dez mais votados serão integrantes titulares das vagas do conselho. Os classificados entre a décima primeira e a vigésima posições serão os suplentes. Ou seja, serão dois titulares e dois suplentes por macrorregião: Norte, Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul.

CANDIDATOS DO PARANÁ

Helcio Luiz Wendler Kovaleski, 54 anos, de Ponta Grossa, é Formado em Comunicação Social (Jornalismo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Foi conselheiro municipal de Política Cultural de Ponta Grossa na cadeira de Teatro por quatro gestões e é conselheiro estadual de Cultura – Macrorregião Campos Gerais no biênio 2017-2019. É jornalista, ator, diretor, produtor, dramaturgo e dramaturgista. Crítico de teatro, cinema e televisão.

Leonardo Franceschi Ferreira, 41 anos, de Colombo, é formado em Artes Cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Foi professor de Artes dos ensinos Fundamental e Médio, em rede particular e pública de educação. Atua desde 2015 na diretoria do Coletivo de Ação Cultural de Colombo (Coacol). Desde 2016 é conselheiro municipal de Cultura – Setorial Teatro e conselheiro estadual de Cultura – Setorial Música no biênio 2017-2019. Atua como produtor cultural.

Soraya Lucas do Amaral, 60 anos, de Apucarana, é formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Foi conselheira e presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Arapongas no biênio 2013-2015 e presidente da Associação de Artesanato e Artes de Arapongas (Arteara) entre 2013-2014. É conselheira estadual de Cultura – Macrorregião Nordeste no biênio 2017-2019. É artista plástica e proprietária do Espaço Cultural Artelier ArteSoraya.

VOTAÇÃO

Para votar nos candidatos da sociedade civil indicados pelos conselhos é preciso se inscrever na plataforma Votacultura e preencher o formulário eletrônico, informando nome completo, RG, CPF, e-mail, data e local de nascimento. Podem participar brasileiros natos ou naturalizados com mais de 18 anos. As inscrições na plataforma estão abertas e a votação vai até 25 de novembro de 2019.

O CONSELHO

Previsto na Constituição Federal (art. 216-A, § 2º, inciso II), o Conselho Nacional de Política Cultural é responsável pela proposição de políticas públicas, com o objetivo de promover a articulação e o debate entre as esferas governamentais e a sociedade civil organizada para o desenvolvimento e o fomento das atividades culturais brasileiras. É também a instância de caráter consultivo e de gestão compartilhada do Sistema Nacional de Cultura (SNC).

SERVIÇO

Eleições para o Conselho Nacional de Política Cultural

De 14 a 25 de novembro de 2019

Votação online: votacultura.cidadania.gov.br

Mais informações: cnpc.cultura.gov.br

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: