Nos pênaltis, Cianorte avança para terceira fase da Copa do Brasil

O Leão do Vale agora enfrentará o Internacional em duas partidas, a primeira em Porto Alegre e a segunda em Cianorte

O Cianorte enfrentou uma batalha épica, na noite desta quarta-feira (21), no campo do Estádio Heriberto Hülse contra o Criciúma pela segunda fase da Copa do Brasil; e com muita garra e suor a equipe da Capital do Vestuário conseguiu avançar para a próxima etapa da competição.

Os atletas cianortenses foram para Santa Catarina com o objetivo de classificar-se para a terceira fase da Copa do Brasil, já sabendo que a partida não seria fácil, razão pela qual o Leão do Vale já entrou em campo pro tudo ou nada e aos 12 minutos da etapa inicial, num chute de fora da área por Rafael Carrilho acabou abrindo o placar.

Com a vantagem no placar o Cianorte reforçou a marcação e o Criciúma foi pra cima até que Mailson, aos 30 minutos empatou a partida, colocando a bola no cantinho do gol de João Gabriel. Ainda no primeiro tempo, aos 35 minutos, em cobrança de escanteio o Cianorte quase conseguiu marcar o segundo, mas o goleiro Luiz conseguiu impedir o gol.

Após o intervalo, o Cianorte continuou tentando ampliar o placar e garantir a classificação, mas aos 24 minutos, Rafael Carrilho acabou recebendo cartão vermelho. O Leão do Vale com um a menos passou a ver o Criciúma aumentando ainda mais a pressão na partida. Mas a defesa do Cianorte se comportou bem e o goleiro João Gabriel fez importantes defesas fazendo com que a partida terminasse em 1×1 a decisão da vaga fosse para os pênaltis.

Nas cinco cobranças regulares, Richarlyson iniciou as batidas e converteu para o Cianorte. Alex Maranhão também balançou a rede, e na sequência, Murilo perdeu. O atacante João Paulo desperdiçou para o Criciuma, e em seguida Montoya, Luiz Fernando, Feliphe Gabriel, Mailson, André Luiz, Elvis e Arroyo converteram. Nas batidas alternadas, João Gabriel defendeu a cobrança feita por Carlos Eduardo. Com o placar em 5×4 o Cianorte avançou para a terceira fase.

INVICTO – A Copa do Brasil é uma competição especial para o Cianorte, já que foi através dela que a equipe ficou conhecida mundialmente em 2005 quando venceu o Corinthians de Carlitos Teves por 3×0 com direito a gol de bicicleta. Antes da partida, disputada em Maringá, o Leão do Vale era visto pela “crônica esportiva” como uma equipe qualquer. Mas depois, da partida, o Cianorte se tornou notícia em todo o mundo. Na segunda partida, em São Paulo a equipe perdeu por 5×1 e não avançou para a terceira fase, mas mesmo assim marcou a história do futebol brasileiro.

E agora, mais uma vez a equipe da Capital do Vestuário pode fazer história, já que os atletas se preparam para encarar uma forte equipe: o Internacional de Porto Alegre.”A gente veio com esse intuito de fazer história e marcar o nome na galeria de grandes treinadores do Cianorte. A gente pode dar uma pequena contribuição e, assim, sonhar mais alto. Os atletas também têm essa consciência que o time pode ir mais longe na competição.”, disse o técnico Marcelo Caranhato após a classificação para a terceira fase.

O Cianorte ainda está invicto na temporada: em oito jogos, são três vitórias e cinco empates. Apesar da euforia com o momento e com a vaga, Caranhato lembra que o Internacional é o grande favorito no confronto da Copa do Brasil. Para conseguir surpreender, ele espera um Leão cirúrgico. “Temos que entender que o favorito é o Internacional. É jogar de uma maneira eficiente. Não pode errar contra o Inter, isso pode ser fatal e complicar.” comentou.

Com o Cianorte fora da final do primeiro turno do Paranaense, o treinador ganha uma semana de preparação até o jogo de ida será na próxima quarta-feira (28), no Estádio Beira Rio em Porto Alegre. Com isso, ele espera contar com o retorno de alguns jogadores que estão no departamento médico, como o goleiro Silvio, o lateral-esquerdo Filipe Ramon e o zagueiro Jovany.

Por outro lado, Caranhato não vai contar com o volante Rafael Carrilho. Autor do gol do Cianorte no tempo normal, ele foi expulso no segundo tempo e desfalca a equipe. Everton Morelli deve ser o substituto. “Temos que recuperar os atletas, o desgaste foi grande, a sequência de jogos pesou bastante. Eu espero que a gente tenha um time fortalecido com alguns atletas que voltam do departamento médico” destacou.

A partida de volta deverá acontecer no dia 14 de março no Estádio Albino Turbay. O jogo somente não será realizado em Cianorte caso o jogo tenha previsão de transmissão de emissora de TV e o sistema de iluminação não seja adequado.

E caso consiga avançar na Copa do Brasil, o Cianorte já não poderá mais atuar em casa; já que a partir da quarta fase, o regulamento da competição exige capacidade mínima de 10 mil torcedores e o Albino Turbay tem espaço apenas para 3 mil torcedores.

SERIE D – Além da Copa do Brasil, o Cianorte participa de outra competição nacional em 2018: A Série D do Campeonato Brasileiro, cuja tabela foi divulgada na última terça-feira (20) pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF)

O Cianorte caiu no Grupo A16, ao lado de Novo Hamburgo-RS, Tubarão-SC e Ferroviária-SP. A estreia do Leão do Vale acontece no dia 22 de abril diante do Tubarão, em Santa Catarina. O primeiro jogo na competição no Albino Turbay será somente no dia 28 ou 29 de abril contra o Ferroviária-SP.

A competição reunirá 68 equipes, que serão divididas em 17 grupos regionalizados. Os 32 melhores times da primeira fase se classificam, sendo os 17 melhores de cada chave e os 15 melhores segundos colocados.

A partir da segunda fase, a competição segue no formato de mata-mata até a definição do campeão. Os quatro times que garantirem vaga na semifinal conquistam o acesso à Série C 2019.

TEXTO: JULIANO SECOLO/REDAÇÃO E FOTO: CAIO MARCELO/ CRICIÚMA EC

Compartilhe: