Morre idoso acusado de abuso sexual contra enteadas

abusoMorreu na madrugada de hoje (10) em Cianorte o idoso P.G.J.S., de 64 anos, acusado de molestar e estuprar duas enteadas portadoras de necessidades especiais. O homem estava preso desde o dia 21 de novembro deste ano e sofria de insuficiência renal, entre outras complicações.

Por volta das 22h15 de ontem, ele começou a passar mal e foi acionado uma equipe do SAMU que o conduziu ao Hospital São Paulo. Após passar por uma avaliação médica, o homem ficou em observação, e por volta das 3h40 da madrugada de hoje (10) não resistiu e veio a óbito. De acordo com as informações, ainda não confirmadas pelos médicos, o homem sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Ele é acusado de ter estuprado sua enteada, atualmente com 36 anos, durante aproximadamente 28 anos, e de manter em cárcere privado uma outra enteada,es02 atualmente com 32 anos, além de sua esposa.

Em entrevista ao Dia a Dia no dia 2 de dezembro, o homem negou os fatos, e disse que jamais seria capaz de praticar tal crime. Segundo ele, seu estado de saúde não possibilitaria tal situação. Ele passava por sessões de hemodiálise a cada dois dias.

Texto e foto: Wilson Russinholi / Dia a Dia

Compartilhe:

Morre idoso acusado de abuso sexual contra enteadas

abusoMorreu na madrugada de hoje (10) em Cianorte o idoso P.G.J.S., de 64 anos, acusado de molestar e estuprar duas enteadas portadoras de necessidades especiais. O homem estava preso desde o dia 21 de novembro deste ano e sofria de insuficiência renal, entre outras complicações.

Por volta das 22h15 de ontem, ele começou a passar mal e foi acionado uma equipe do SAMU que o conduziu ao Hospital São Paulo. Após passar por uma avaliação médica, o homem ficou em observação, e por volta das 3h40 da madrugada de hoje (10) não resistiu e veio a óbito. De acordo com as informações, ainda não confirmadas pelos médicos, o homem sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Ele é acusado de ter estuprado sua enteada, atualmente com 36 anos, durante aproximadamente 28 anos, e de manter em cárcere privado uma outra enteada,es02 atualmente com 32 anos, além de sua esposa.

Em entrevista ao Dia a Dia no dia 2 de dezembro, o homem negou os fatos, e disse que jamais seria capaz de praticar tal crime. Segundo ele, seu estado de saúde não possibilitaria tal situação. Ele passava por sessões de hemodiálise a cada dois dias.

Texto e foto: Wilson Russinholi / Dia a Dia

Compartilhe: