Mauro Luciano Baesso é o novo reitor da UEM

uem-novo reitorA Universidade Estadual de Maringá decidiu a nova gestão em segundo turno, realizado na última segunda-feira (dia 1º). Foi vencedora a chapa 2 , Atuar e Mudar. O novo reitor é o professor Mauro Luciano Baesso e o novo vice-reitor é o docente Julio César Damasceno. Eles disputaram as eleições com a chapa 4, Universidade Pública Sempre: novos desafios, formada pelos professores Décio Sperandio e Sandra Marisa Pelloso.

Do total de votos válidos, a chapa 2 obteve 755 votos dos docentes, 3.271 dos estudantes e 945 dos agentes universitários técnicos, totalizando 4.971 votos. A chapa 4 recebeu 545 votos dos professores, 1.123 dos alunos e 846 dos técnicos, totalizando 2.514 votos. Votos brancos foram 24 e nulos, 82.Como a UEM adota o sistema de peso 70% para docentes, 15 para acadêmicos e 15% para técnicos, o resultado final registrou 59,05% para a chapa 2 e 39,74% para a chapa 4.

O colégio eleitoral teve uma ligeira redução, já que não é permitida a inclusão, somente a exclusão de eleitores. No segundo turno, ele foi formado por 23.796 alunos de graduação, pós-graduação e ensino a distância, 1.614 docentes e 2.570 agentes universitários. Desses votaram, 1.310 docentes, 4.416 alunos e 1.865 técnicos, totalizando 7.591 votantes.

A reunião do Conselho Universitário para indicar a lista para escolha de reitor e vice-reitor será em 8 de setembro. A solenidade de posse está marcada para 10 de outubro.

MONTAR EQUIPE – Para o novo reitor Mauro Baesso, o resultado foi um processo democrático de escolha, no qual, a comunidade universitária entendeu que é um momento de ter uma administração diferente da Universidade. “Estamos muito contentes. Vamos agora montar a equipe e assumir a Reitoria a partir de 10 de outubro”. Baesso comenta que a vitória representa uma mudança. “Defendemos, durante a campanha, que a Universidade pode ser gerenciada de uma outra forma. Estamos falando de uma universidade que está entre as 20 melhores do País, com reconhecimento internacional em muitas áreas. Fizemos uma campanha com foco para graduação, que podemos melhorar a graduação porque queremos formar não só o técnico na área escolhida pelo aluno, mas formar principalmente um cidadão, com uma formação de cultura e ética tanto moral quanto profissional”.

“O resultado revela uma intenção da comunidade universitária, como um todo, de ter uma mudança na gestão da Universidade. É com esse espírito que vamos assumir a Reitoria e trabalhar para a UEM nos próximos quatro anos.

Temos que já começar a trabalhar, montar equipe, fazer um processo de transição com a atual Reitoria, se eles concordarem, para poder já começar a funcionar na nossa gestão a partir de 10 de outubro”. Finalizando destacou que o apoio dos professores Mário Azevedo e Mauro Ravagnani, que disputaram o primeiro turno, “fortaleceu nossa candidatura e, por isso, chegamos nesse resultado eleitoral”.

O novo vice-reitor Júlio Damasceno lembrou que “o resultado foi fruto de trabalho de equipe que vem se reunindo já há quase dois anos, discutindo a universidade, consequentemente, tivemos um subsídio muito importante para a construção de um plano de trabalho. Foi um plano de trabalho que encontrou ressonância na comunidade universitária. E as pessoas que nos apoiaram passaram credibilidade para a comunidade universitária. 59% é uma votação expressiva tratando de adversários de muita qualidade. E isso só vem a valorizar a vitória que tivemos e nos traz muita responsabilidade. Estamos muito animados e trabalharemos com muita seriedade e esperamos com o apoio da comunidade”.

Texto e foto: ASC/UEM

Compartilhe: