Jogos Escolares da Juventude reúnem 4 mil atletas

logo-esportes3

Curitiba foi confirmada como sede dos Jogos Escolares da Juventude, o maior evento esportivo estudantil do Brasil e um dos cinco maiores do mundo. O convênio entre o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), o Governo do Paraná e a prefeitura de Curitiba, que oficializa a capital como sede dos Jogos, foi assinado na última terça-feira (9), no Palácio Iguaçu. Cerca de 4 mil atletas de 12 a 14 anos e equipes técnicas dos 27 estados deverão participar da competição, que acontecerá de 12 a 21 de setembro.

Além de destinar recursos para adequar a estrutura da capital, o Governo do Estado disponibilizará três equipamentos esportivos para a competição. Entre eles, o Ginásio do Tarumã, que foi revitalizado pelo Estado e entregue à comunidade no final do mês de abril.

IMPACTO – O governador Beto Richa afirmou que, além de promover o esporte, os Jogos Brasileiros da Juventude também movimentarão o setor turístico da capital. “Haverá impacto no comércio e nos setores de transporte e serviços. Mais de 20 hotéis foram habilitados pelo COB para receber os atletas nas duas semanas de competição”, disse.

O aspecto mais importante do evento, afirmou Richa, é o de estimular a prática esportiva entre crianças e adolescentes. “O esporte tem um poder transformador na vida das pessoas, ajuda na socialização, na disciplina e afasta de males como álcool, as drogas e a violência”, disse.

Ele destacou os investimentos do Estado na área, principalmente no programa Talento Olímpico do Paraná (TOP), que concede bolsas para atletas e treinadores para incentivar a prática de esportes de alto rendimento. Além disso, o governo estadual investe em equipamentos esportivos e para atividades físicas em todas as regiões do Estado.

ESCOLHA – Para o prefeito Rafael Greca, a cidade só tem a ganhar com a competição. “Os Jogos Escolares da Juventude vão dinamizar a economia da capital. São 22 hotéis que vão hospedar perto de 28 mil visitantes, o que vai trazer para a cidade um ânimo novo em um ano difícil”, disse.

Curitiba foi escolhida devido ao bom diálogo com a Prefeitura e à estrutura que oferece, explicou o gerente-geral de Juventude do COB, Edgar Hubner – que é também diretor-geral dos Jogos Escolares. “Entre as cidades que visitamos, Curitiba foi a que melhor atendeu aos critérios do COB. A cidade tem um grande parque hoteleiro, instalações esportivas adequadas, como ginásios, piscinas e pistas de atletismo, um aeroporto adequado e a vontade política para receber a competição”, explicou Hubner.

PARANAENSES – A delegação paranaense contará com 188 atletas em cada etapa. Os atletas serão convocados a partir dos campeões dos Jogos Escolares do Paraná (JEPs), que envolvem anualmente cerca de 100 mil pessoas, entre atletas, comissões técnicas, dirigentes, organizadores e arbitragem. Em 2016, a etapa de 12 a 14 anos dos JEPs recebeu, em Apucarana, 5.500 atletas, e a de 15 a 17 anos, em Arapongas, teve a participação de 6.500 competidores.

O Paraná é o atual campeão-geral dos Jogos Escolares da Juventude na categoria 12 a 14 anos. Na edição de 2016, realizada em Fortaleza, os atletas do Estado conquistaram 50 medalhas, das quais 30 foram de bolsistas do programa Talento Olímpico.

“Isso é fruto do trabalho do Governo do Estado, que incentiva a prática de esporte e faz com que ações como o TOP atinjam um grande número de pessoas”, afirmou o secretário de Estado do Esporte e Turismo, Douglas Fabrício. “O TOP é o projeto estadual de apoio a atletas mais importante do Brasil. Os atletas apoiados pelo programa se destacam em todas as competições nacionais e internacionais que disputam”, salientou.

Texto: AE-PR

Compartilhe: