Infraestrutura e qualificação são diferenciais para investimentos no Paraná

A governadora Cida Borghetti participa do Paraná Investiment Meeting. Curitiba, 19-06-18. Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

A infraestrutura viária e logística e a qualificação dos profissionais paranaenses são apontadas por dirigentes de empresas instaladas no Paraná como diferenciais para investimento no Estado. O cenário e as oportunidades de investimentos foram debatidos nesta terça-feira (19), em Curitiba, durante a terceira edição do Paraná Investment Meeting, encontro promovido pela Agência Paraná de Desenvolvimento (APD) e pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para fortalecer o ambiente de negócios paranaense.

A governadora Cida Borghetti esteve no encontro para falar sobre ações do governo. Ela também atendeu empresários em mesas de negócios. Segundo ela, o Estado criou um ambiente propício para os negócios e a administração estadual vai seguir trabalhando para que novos empreendimentos sejam atraídos para o Paraná, gerando oportunidades de emprego e renda.

Para o diretor-presidente da Paraná Desenvolvimento, Adalberto Netto, vários aspectos favorecem o ambiente de negócios do Estado, que é o terceiro mais competitivo do Brasil e está bem posicionado nos rankings de investimento. “As empresas buscam qualidade no ambiente de investimento, previsibilidade e segurança jurídica, que são aspectos em que o Paraná se distingue do cenário nacional”, afirmou. “Temos as notas Fitch AA+ e Moody Aa2, que demonstram que o Paraná é um Estado seguro, com recursos para investir e que consegue dar credibilidade para o investidor”, disse.

O diretor-presidente do Tecpar, Júlio Félix, destacou que a estrutura tecnológica do Estado atinge todas as regiões, seja pela rede de universidades estaduais ou pelos parques tecnológicos, que trabalham com diversos setores e também funcionam como incubadoras de empresas. “O Tecpar é também um ativo na atração e fixação de investimentos no Paraná em função das atividades de ciência, inovação e tecnologia e na experiência de parcerias público-privadas com empresas extremamente importantes no cenário mundial”, explicou.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, Virgílio Moreira, afirmou que o Estado tem uma estrutura completa para incentivar o setor empresarial e criar um bom ambiente de negócios. “O programa Paraná Competitivo reúne todas as ferramentas para atrair investimentos para os municípios, que também contam com apoio do Estado para ter um ambiente para atração de negócios”, explicou. “A visão é manter as empresas já instaladas no Paraná, promover novos negócios e atrair grandes companhias para mostrar que o Estado é um polo de desenvolvimento na região Sul”, disse.

AMBIENTE DIFERENCIADO

A diretora governamental e corporativa da Caterpillar, Andrea Park, afirmou que o ambiente paranaense foi o mais atrativo para a montadora de máquinas instalar uma unidade em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. “O escoamento da produção no Paraná é muito fácil, temos um acesso facilitado para a exportação. A malha rodoviária e a eficiência do Porto de Paranaguá são inegáveis”, disse. “A qualificação da mão de obra também é um diferencial. O nível de profissionais que temos aqui, comparado aos de outros estados e outros segmentos, é muito maior”, destacou.

Ela ressaltou que estes fatores auxiliaram no aumento, neste ano, da produtividade na fábrica, que produz retroescavadeiras e carregadeiras de médio e pequeno porte. Com isso, a empresa vai ampliar a estrutura fabril e trazer dois novos modelos que serão produzidos para exportação na América Latina.

A Caterpillar não se baseia apenas nos benefícios fiscais porque acredita muito no investimento a longo prazo e na sustentabilidade. Mas quando tem esta sinergia e o governo abre suas portas, é lógico que há mais engajamento. O relacionamento com o governo é essencial para dar a continuidade aos projetos”, afirmou Andrea.

MONTADORA

No Paraná há 20 anos, a Renault também ampliou os investimentos no Estado com o apoio do programa Paraná Competitivo. “O Paraná tem como diferencial a qualidade da mão de obra, que é uma necessidade da indústria automotiva, tanto na produção como na área de engenharia. A infraestrutura, com o Porto de Paranaguá e toda a logística do Estado, também é uma vantagem competitiva”, destacou o diretor de Relações Institucionais e Governamentais da montadora, Marcus Vinícius de Aguiar. A Renault gera 7,1 mil empregos e produz, em três turnos, 60 veículos por hora.

PARANÁ INVESTMENT

Principal evento corporativo do Governo do Estado, o Paraná Investment Meeting reuniu, em Curitiba, cerca de 200 empresários e investidores. Secretários e presidentes de estatais também participaram do encontro. “O evento promove o Paraná como destino de investimento e fortalece o diálogo com os investidores. Temos mais de 400 multinacionais instaladas, e grande parte esteve presente aqui”, salientou Adalberto Netto.

Questões-chave no cenário de atração de investimentos foram abortadas no encontro, a exemplo das novas tendências de investimento direto, vantagens comparativas do Paraná e oportunidades de colaboração e parceiras entre empresas e instituições.
Um dos painéis foi composto por quatro executivos de empresas instaladas no Paraná: as montadoras Caterpillar, DAF e Renault e a indústria alimentícia Mondelez. O painel teve como tema as “Oportunidades e Desafios de Investimentos no Estado”. O evento também foi palco de discussões sobre facilitação de investimentos e melhores práticas para promover diálogos estratégicos que contribuem para o incremento do volume de negócios no Paraná.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: