Harmonização Orofacial: Um novo conceito de estética

A odontologia moderna tem se preocupado cada dia mais com o bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças. Mais do que tratar problemas dentários isolados, estamos preocupados em reabilitar pessoas de maneira que sua face esteja em harmonia com seu corpo e mente.

A harmonização orofacial atua naquele possível desequilíbrio facial, utilizando-se de procedimentos e produtos, já existentes, como toxina botulínica, preenchedores, bichectomia, fios de sustentação para devolver a harmonia perdida da face.

Se você estiver com os dentes perfeitos, mas, os lábios caídos, o olhar triste ou as rugas proeminentes, escondendo toda a beleza presente, o conjunto como um todo não estará em harmonia. O conceito de Harmonização Orofacial diz respeito ao conjunto de procedimentos responsáveis pelo equilíbrio estético e funcional da face.

Para entender a necessidade da harmonização orofacial é preciso observar e vivenciar o momento atual da sociedade, no qual os pedidos vão além de um belo sorriso, onde as terapêuticas estéticas e cosméticas são necessárias. A Odontologia é uma grande aliada, não apenas no restabelecimento da função e bem-estar, mas, principalmente, na busca por um sorriso em harmonia com uma face equilibrada, proporcionando beleza e jovialidade.

Estudos demonstram que tratamentos modernos e cada vez mais promissores trazem possibilidades de atingir equilíbrio e simetria da face, além de resolver questões funcionais, como a dor e a disfunção mastigatória, amenizar o envelhecimento e oferecer qualidade de vida. Entre eles, pode-se reconhecer o uso da toxina botulínica, dos preenchimentos, e todos os produtos e terapias para devolver a harmonia e bem-estar do paciente.

Provavelmente o produto mais conhecido pela população seja a toxina botulínica, mais conhecida como Botox, que é uma neurotoxina que bloqueia a condução do estímulo nervoso, diminuindo o potencial de contração muscular pela inibição da ação da acetilcolina. Em Odontologia, ela é utilizada de forma segura e bem tolerada em dores musculares crônicas, bruxismo, diminuição do sorriso gengival, correção de assimetrias dos músculos associados ao sorrir, além da prevenção e rejuvenescimento facial.

Já os materiais de preenchimento orofacial têm diversas aplicações no ambiente oral e extra oral. São usados para aumentar o volume interdental, consequentemente reduzindo black space (buraco negro) periodontais. Na região extra oral são usados para suavizar linhas de expressão, e harmonizar a face como um todo, entre eles: preenchimento labial, rinomodelação, contorno da mandíbula, mento (queixo), malar (maça do rosto), skinbooster (hidratação profunda da pele).

É importante destacar que a Odontologia, em suas técnicas já consagradas e de uso rotineiro, já trazia grande impacto para a composição e harmonia facial. São exemplos o aumento e reanatomização de dentes, promovidos por técnicas restauradoras como as facetas e lentes de contato, a alteração de perfil facial por movimentações ortodônticas ou por cirurgias bucomaxilofaciais, como as ortognáticas. Hoje, o olhar da profissão foi ampliado, se integrando com outras áreas da saúde e estendendo a ação da Odontologia. Se você tem dúvidas e/ou interesse, marque uma avaliação; eu sou a Dra Naiara Gomes membro da equipe do Dr. Wagner Destéfano.

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse