GRANDES INOVAÇÕES NO TRATAMENTO DE CANAL EM SESSÃO ÚNICA

A terapia endodôntica (tratamento de canal) em sessão única ganhou popularidade durante a II Guerra Mundial, devido ao tempo limitado que os soldados e dentistas dispunham para realizar os tratamentos.

É obvio que o tratamento endodôntico em uma única sessão é mais cômodo, tanto para o paciente quanto para o profissional, porque reduz o tempo de atendimento e baixa o custo, mas na II Guerra mundial o principal objetivo era o tempo, independente do conhecimento e técnicas que tinham na época.

Os tempos mudaram, a evolução cientifica, os investimentos tecnológicos, paralelamente ao mundo globalizado em que vivemos, onde tudo depende de tempo, novos horizontes foram abertos, e hoje todo profissional atualizado está consciente de sua responsabilidade em obter alimpeza, a desinfecção e o preparo dos canais radiculares dentro de uma rigorosa cadeia asséptica, respeitando os princípios biológicos para não agredir os tecidos vivos.

Sendo assim, realizamos uma revisão na literatura, com trabalhos recentes de pesquisadores em que são unanimes e aprovam o tratamento em uma única sessão, desde que seja bem avaliado e indicado.

Dentre as indicações favoráveis citamos dentes com polpa (nervo) viva sem sintomas de dor, tempo disponível para realização, material apropriado e técnica apurada. Já as contra-indicações são para dentes com sintomas de dor, inflamação, infecção, inchaços, etc.

Consideramos que mais importante do que o número de sessões é a conscientização e capacitação profissional, com técnica apurada e uma observação correta, que serão a garantia de resultados clínicos favoráveis, pois não existe nenhum agente químico que destrua completamente os microrganismos presentes no canal.

Equipamentos como localizador apical das raízes e o sistema rotatório e recíproco de limas tornam o tratamento de canal mais rápido reduzindo o tempo de tratamento de 3 sessões (em média) para uma única sessão de cerca de 40 a 60 minutos.

Portanto, graças a evolução tecnológica, com melhoria dos materiais endodônticos, introdução de equipamentos automatizados (onde a instrumentação do canal não é feita mais de maneira manual com as antigas limas, e sim com o uso de um motor apropriado para esse tratamento), além do aperfeiçoamento das técnicas e da constante busca da terapia biológica, o tratamento endodôntico em sessão única pode ser uma realidade no consultório odontológico.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe: