Governo repassa R$ 3,30 milhões para ações de combate à dengue

O Governo do Paraná autorizou nesta sexta-feira (28) a primeira parte do incentivo financeiro de R$ 3,301 milhões para ações de enfrentamento da dengue em 118 cidades.

A Secretaria de Estado da Saúde vai repassar o valor diretamente aos Fundos Municipais de Saúde, a partir da Resolução (190/2020) assinada pelo secretário da Saúde, Beto Preto. A previsão é de iniciar as transferências para as contas dos municípios já nesta terça-feira (3).

Os recursos disponibilizados variam de R$ 18 mil a R$ 200 mil, considerando as dimensões epidemiológicas, demográficas e socioeconômicas dos municípios.

“O combate à dengue é uma ação de Estado. Por isso, diante de um cenário de aumento semanal de casos, estamos ajudando os municípios com recursos para suporte e aquisição de insumos”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Mas é importante lembrar que a população precisa nos ajudar neste combate efetivo ao mosquito, que já matou gente no Paraná”, acrescentou o governador.

“Direcionamos estes recursos como auxílio aos municípios em epidemia ou situação de alerta para a aquisição de insumos clínicos e na infraestrutura de atendimento ambulatorial e hospitalar”, afirmou o secretário. Segundo ele, a secretaria está realizando uma grande força-tarefa em todo o Estado visando efetividade no combate ao mosquito transmissor da dengue, com atividades de ampliação do trabalho de campo para eliminação dos criadouros e capacitação de profissionais das equipes de atenção e vigilância para o manejo clínico da doença.

O incentivo também poderá ser aplicado em confecção e reprodução de material informativo, manutenção de veículos e equipamentos utilizados nas ações de controle vetorial, peças para equipamentos de aspersão de inseticidas e insumos para assistência de pacientes com a doença.

REPASSE

Os recursos somente poderão ser utilizados conforme descrito no documento e os 118 municípios deverão informar a aplicação em relatório de gestão que deverá ser enviado ao Conselho Municipal de Saúde até o dia 30 de março do ano seguinte ao da execução financeira.

“Além das estratégias e ações promovidas em todo Paraná, precisamos da participação da população na eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da doença. A dengue mata e o controle da proliferação do mosquito Aedes aegypti depende do apoio de todo paranaense”, disse Beto Preto.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: