Governo anuncia conjunto de medidas para aprimorar programa de alimentação escolar

O Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) lançaram, nesta terça-feira (27), ferramentas on-line para trazer maior transparência, participação social e controle ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Com o aplicativo e-Pnae, pais, alunos, professores, nutricionistas, conselheiros da alimentação escolar e toda a comunidade vão poder acompanhar e avaliar a alimentação escolar oferecida nas escolas da rede pública de todo o Brasil. 

Também por meio de um aplicativo, o Pnae Monitora vai automatizar o processo de monitoramento das atividades realizadas por equipes do FNDE e dos Centros Colaborados em Alimentação e Nutrição (Cecanes). Já o Painel de Preços Praticados é uma ferramenta de divulgação dos preços dos gêneros alimentícios adquiridos no âmbito do programa.

PNAE

Criado há 62 anos, o Programa Nacional de Alimentação Escolar possibilita o fornecimento de cerca de 50 milhões de refeições diárias, com prioridade aos alimentos regionais. Apenas em 2018, a previsão é de que R$ 4,1 bilhões sejam investidos no projeto, sendo que 30% devem ser utilizados na compra de alimentos da agricultura familiar. Em todo o ano, o Pnae deve atender a aproximadamente 41 milhões de alunos de mais de 150 mil escolas da rede pública de ensino.

Fonte: Ministério da Educação

Compartilhe: