Famílias de Terra Boa assinam contratos da casa própria

habitacao-siteRepresentantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e da Prefeitura de Terra Boa assinaram ontem (6), com famílias do município, os contratos de construção de 80 casas populares. As moradias serão construídas em uma parceria dos governos estadual e federal e município, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida. O investimento será de R$ 3,6 milhões.

Após a assinatura, o gerente regional da Cohapar de Campo Mourão, Ricardo Widerski, destacou o trabalho integrado do governo estadual no projeto. “Além da Cohapar, temos ainda a participação da Sanepar e do Instituto Ambiental do Paraná. Isso demonstra o comprometimento do governador Beto Richa com a causa da habitação popular”, afirmou.

A previsão é de que as obras sejam entregues em 16 meses. As famílias selecionadas pagarão parcelas mensais de R$ 150 a R$ 381 para casas que variam entre 36 e 48 metros quadrados. Os recursos para o financiamento são do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Para o prefeito de Terra Boa, Valter Peres, a assinatura dos contratos marca o fim de um espera para as famílias e também para o poder público. “Este é um projeto antigo que finalmente saiu do papel graças ao empenho de todos os órgãos envolvidos”, disse. “Com isso, as famílias pagam parcelas de financiamento acessíveis às condições financeiras delas e podem conquistar a casa própria”, concluiu Peres.

O gerente-geral da agência da Caixa Econômica Federal Vest Moda, de Cianorte, José Felisberto Cavalcante, também falou sobre a importância da parceria para viabilizar o projeto. “Para nós da Caixa esse é um momento de realização por cumprirmos o papel social da empresa, em conjunto com o governo estadual e a prefeitura”, contou. O evento contou também com a participação do deputado estadual Marcio Nunes.

FIM DO ALUGUEL – O tratorista Anderson Santana, de 27 anos, paga R$ 450 de aluguel para morar na cidade com a esposa e os dois filhos. Com o contrato da casa própria em mãos, ele comemora o fim da despesa extra e já faz planos para a mudança. “Nós estávamos meio desacreditados que o projeto realmente sairia, mas agora é só alegria”, relatou. “Desde que nós soubemos que seríamos atendidos, começamos a economizar para ir melhorando a casa. O mais importante é que ela vai ser nossa”, comemorou.

BALANÇO – Além das novas unidades contratadas, os projetos do poder público no setor da habitação popular já beneficiaram outras 51 famílias de Terra Boa. São novas casas urbanas e rurais e títulos de propriedade entregues no município, com investimentos que chegam a R$ 1,6 milhão.

 Texto e Foto: AE-PR

Compartilhe:

Famílias de Terra Boa assinam contratos da casa própria

habitacao-siteRepresentantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e da Prefeitura de Terra Boa assinaram ontem (6), com famílias do município, os contratos de construção de 80 casas populares. As moradias serão construídas em uma parceria dos governos estadual e federal e município, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida. O investimento será de R$ 3,6 milhões.

Após a assinatura, o gerente regional da Cohapar de Campo Mourão, Ricardo Widerski, destacou o trabalho integrado do governo estadual no projeto. “Além da Cohapar, temos ainda a participação da Sanepar e do Instituto Ambiental do Paraná. Isso demonstra o comprometimento do governador Beto Richa com a causa da habitação popular”, afirmou.

A previsão é de que as obras sejam entregues em 16 meses. As famílias selecionadas pagarão parcelas mensais de R$ 150 a R$ 381 para casas que variam entre 36 e 48 metros quadrados. Os recursos para o financiamento são do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Para o prefeito de Terra Boa, Valter Peres, a assinatura dos contratos marca o fim de um espera para as famílias e também para o poder público. “Este é um projeto antigo que finalmente saiu do papel graças ao empenho de todos os órgãos envolvidos”, disse. “Com isso, as famílias pagam parcelas de financiamento acessíveis às condições financeiras delas e podem conquistar a casa própria”, concluiu Peres.

O gerente-geral da agência da Caixa Econômica Federal Vest Moda, de Cianorte, José Felisberto Cavalcante, também falou sobre a importância da parceria para viabilizar o projeto. “Para nós da Caixa esse é um momento de realização por cumprirmos o papel social da empresa, em conjunto com o governo estadual e a prefeitura”, contou. O evento contou também com a participação do deputado estadual Marcio Nunes.

FIM DO ALUGUEL – O tratorista Anderson Santana, de 27 anos, paga R$ 450 de aluguel para morar na cidade com a esposa e os dois filhos. Com o contrato da casa própria em mãos, ele comemora o fim da despesa extra e já faz planos para a mudança. “Nós estávamos meio desacreditados que o projeto realmente sairia, mas agora é só alegria”, relatou. “Desde que nós soubemos que seríamos atendidos, começamos a economizar para ir melhorando a casa. O mais importante é que ela vai ser nossa”, comemorou.

BALANÇO – Além das novas unidades contratadas, os projetos do poder público no setor da habitação popular já beneficiaram outras 51 famílias de Terra Boa. São novas casas urbanas e rurais e títulos de propriedade entregues no município, com investimentos que chegam a R$ 1,6 milhão.

 Texto e Foto: AE-PR

Compartilhe: