Explosão em Cianorte deixa um morto e nove feridos

pinduca03 Uma forte explosão na tarde de hoje (4), num um secador de amido da empresa Pinduca, localizada na PR 323 em Cianorte, deixou uma pessoa morta e outras nove feridas.

O acidente aconteceu por volta das 15h40, e causou uma grande movimentação no local. Equipes do Corpo de Bombeiros, do SAMU e da Secretaria Municipal de Saúde prestaram atendimento médico e socorreram as vítimas que foram encaminhadas para o Hospital Santa Casa. O trabalho ainda é feito agora à noite. Inclusive foi usado um guindaste.

As equipes das Polícias Militar, Rodoviária e Civil também estiveram no local, para apurar as causas do acidente. De acordo com o investigador da Polícia Civil, Wilson Henriques, uma equipe da perícia fez um levantamento de dados para o inquérito que irá apurar o que pode ter provocado a explosão.

Durante o atendimento a ocorrência o Corpo de Bombeiros também realizou um combate a incêndio, já que as chamas que se espalharam por sacos de amido durante a explosão.

GRAVIDADE – De acordo com as informações dos socorristas, o trabalhador que acabou morrendo na explosão ficou preso nos escombros. Ele seria terceirizado e teria 35 anos. Como o local ainda tinha risco de desabar, foi preciso esperar a chegada de um caminhão guindaste para estabilizar a construção e tentar resgatar o corpo.

Outras pessoas foram encaminhadas ao hospital Santa Casa com ferimentos graves e moderados. Ao final da tarde a equipe hospitalar ainda prestava atendimento e avaliava os feridos. Segundo as informações do hospital, alguns feridos sofreram queimaduras e outras fraturas. Duas das vítimas teriam que ser transferidas para Curitiba pela gravidade dos ferimentos.

pinduca02ESTOURO – Um dos motoristas da empresa contou que havia acabado de carregar seu caminhão e estava saindo para a rodovia quando ouviu um forte estouro e sentiu o veículo tremer. A princípio ele pensou que algum pneu do caminhão havia estourado. Como estava na rodovia, seguiu até um ponto onde era seguro estacionar para verificar o que tinha acontecido. Mas, não encontrou nada de errado. Instantes depois ele ficou sabendo do acidente na empresa e retornou ao local em busca de informações dos colegas de trabalho.

A explosão causou grande destruição na empresa. Moradores dos bairros Vila Sete, Vila Operária, Zona Quatro e Ovídio Franzoni comentaram ter ouvido o estrondo e também sentido o temor provocado pela explosão. Curiosos e familiares dos trabalhadores se aglomeravam em frente a empresa durante o socorro às vítimas.

Empresa presta assistência

O gerente comercial da Pinduca, Cesar Fernando Paggi, afirmou que a prioridade era socorrer os trabalhadores. Segundo ele, a empresa presta toda a assistência aos trabalhadores e familiares. “Acidentes acontecem, mas agora a prioridade é salvar vidas. Como a fábrica fica em Cianorte e a empresa fica em Araruna, estamos fazendo o possível para ficar em contato com os trabalhadores da fábrica”, afirmou.

O Presidente do Sindicado dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de Cianorte, Cirso da Silva, esteve no local. “Iremos acompanhar os trabalhos e apurar o que pode ter causado o acidente. As informações que tivermos serão encaminhadas para o Ministério Público.”, comentou o sindicalista.

Texto: Juliano Secolo/FOLHA / Fotos: Juliano Secolo e Ascom PR-PR

pinduca05 pinduca01

Compartilhe: