Estudantes transformam paisagem da escola e comunidade

Secretaria Estadual de Educação do Paraná; CEEP Newton Freire Maia, curso de Meio Ambiente com o projeto de revitalização de áreas verdes do colégio. 17-04-18. Foto: Hedeson Alves

Fortalecer o ensino prático, contribuir com a preservação ambiental e transformar espaços de convivência social na escola e na comunidade. Estas são as propostas definidas pelos estudantes dos cursos técnicos em Meio Ambiente e Agropecuária do Centro Estadual de Educação Profissional Newton Freire Maia, em Pinhais, na Grande Curitiba. As ações fazem parte do projeto revitalização de áreas verdes desenvolvido por 21 alunos há dois anos.

O projeto consiste em uma intensa pesquisa científica e atividades práticas baseadas nas disciplinas previstas no currículo dos cursos com supervisão de professores.

A coordenadora do curso de Meio Ambiente, Luciene da Silva Soares, explica que o projeto começou após uma pesquisa bibliográfica feita pelos estudantes sobre a importância da preservação de áreas verdes em espaços públicos. “Eles descobriram que os espaços públicos planejados e bem cuidados trazem benefícios para a saúde e o bem-estar das pessoas e ainda reduzem a violência nas cidades”, disse.

Os alunos decidiram colocar os dados coletados em prática na própria escola em espaços que não eram usados. O primeiro passo foi elaborar um estudo sobre a história da região para descobrir como o solo era utilizado e definir ações para corrigir as necessidades de nutrientes para o cultivo das novas plantas.

Em seguida, eles elaboraram um projeto paralelo de compostagem e produção de humos para fertilizar o solo e, também, um viveiro com mudas de plantas nativas da região. “Esse exercício prático possibilita uma visão diferente do que estamos aprendendo em sala porque conseguimos observar o resultado e, com esses conhecimentos, transformar o meio ambiente”, disse Giliarde Thaylor Feitosa, de 16 anos, do 3º ano do curso de Meio Ambiente.

A entrada da escola ganhou novos canteiros com diferentes tipos de flores, pergolados com espécies ornamentais e um espaço dedicado à pesquisa científica relacionada a questões ambientais, além de uma estação metrológica. “Esse projeto é importante porque prova que podemos reutilizar espaços e plantas para preservação do meio ambiente e também porque vamos deixar a escola mais agradável para outros alunos”, disse o Lucas Felipe Batista da Costa, de 16 anos, também do 3° ano do curso de Meio Ambiente.

BENEFÍCIOS 

Segundo Luciene, o projeto contribui para a formação teórica e prática dos estudantes, preservação do meio ambiente e transformação da sociedade. “As escolas da região solicitam palestras e apresentações sobre nossos projetos e questões relacionadas à preservação ambiental e os alunos percebem que é o momento de levar esses conhecimentos até a comunidade e transformar o espaço em que vivem”, disse a coordenadora.

As atividades são desenvolvidas no turno complementar, durante o estágio obrigatório previsto no currículo do curso, assim como as pesquisas. “Quando o aluno participa de todas essas etapas de revitalização das áreas verdes, ele passa a dar mais valor aquele espaço porque contribuiu com o processo. Com isso, também formamos cidadãos com uma mentalidade de preservação e cuidado com o espaço em que está inserido e com o meio ambiente”, destacou Luciene.

Em março, os alunos revitalizaram uma área verde de socialização da unidade de Curitiba da Ceasa. No espaço os estudantes planejaram e construíram um pergolado, bancos, jardinagem e floreira.

PARCERIA

No início do mês o CEEP promoveu uma palestra para representantes de 21 municípios da região para apresentar os projetos desenvolvidos pela escola. O evento serviu para reforçar a parceria entre a escola e os municípios em que os alunos residem.

O CEEP Newton Freire Maia oferta o curso de Agropecuária em alternância, no qual os alunos permanecem em regime de internato, durante três semanas seguidas, quando prendem teoria e prática. Depois, revezam com uma semana em casa, onde precisam aplicar os conhecimentos em suas propriedades ou em algum projeto no município.

O colégio oferta gratuitamente os cursos técnicos integrados ao Ensino Médio em Agropecuária, Paisagismo e Energias Renováveis. Já o curso técnico em Meio Ambiente é oferecido para quem está cursando ou já concluiu o Ensino Médio.

Fonte:Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: