Estado reforça cuidado com a saúde e o bem-estar da mulher


O Governo do Estado aproveita a mobilização do Outubro Rosa para chamar a atenção da mulher paranaense com a campanha ‘É tempo de garantir qualidade de vida’. No mês dedicado à prevenção do câncer de mama, a Secretaria de Estado da Saúde também destaca a importância de separar um tempo para o lazer e o bem-estar.

“É sempre importante ressaltar a necessidade de fazer exames preventivos e, a partir dos 50 anos, a mamografia periodicamente. São exames de fácil acesso e disponíveis gratuitamente na rede pública de saúde”, destaca o secretário estadual da Saúde, Antônio Carlos Nardi. Ele explica que os exames são a única forma de detectar precocemente a doença e, consequentemente, ampliar as chances de cura dos cânceres de colo do útero e de mama.

A mobilização é voltada a todas as mulheres, mas chama a atenção principalmente daquelas com idade entre 50 e 69 anos. O superintendente de Atenção à Saúde, Juliano Gevaerd, explica que nessa faixa etária o risco de desenvolver o câncer de mama é muito maior. “Esse é o tipo de tumor que mais mata mulheres acima dos 60 anos no país. Por isso, a recomendação é que, quando assintomáticas, elas realizem a mamografia para rastreamento a cada dois anos”, detalha o superintendente.

NÚMEROS

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, em 2018, o Paraná registre 3.730 casos de câncer de mama. Até junho deste ano, o Estado já realizou 170.766 mamografias e 316.093 exames preventivos. Para oferecer os testes, o Paraná conta com 161 mamógrafos distribuídos em todas as 22 Regionais de Saúde, além de aparelhos digitais nas Unidades da Mama instalados nas cidades-sede das macrorregiões de Maringá, Londrina, Cascavel e Curitiba.

Em 2017, o Estado fez 211.354 exames de mama, apenas 60% deles mamografias nas mulheres do grupo prioritário, entre 50 a 69 anos. O número de mortes em decorrência da doença alcançou 926 mulheres no Paraná.

De acordo com Gevaerd, o rastreamento acima dos 50 anos pode reduzir em até 45% a mortalidade por câncer de mama. Fora da faixa etária o exame é recomendado somente para mulheres com sinais como nódulo, retração do mamilo ou, ainda, com histórico familiar em parente de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha. Além dos exames periódicos, a adoção de hábitos saudáveis contribui para a prevenção do câncer.

Estima-se que 28% dos casos de câncer possam ser prevenidos por mudanças na alimentação e inclusão de atividade física no cotidiano. “Também queremos incentivar uma rotina saudável, pois o estilo de vida das mulheres pode ser um fator de risco para o desenvolvimento do câncer, como o sobrepeso, o tabagismo e a ingestão excessiva de álcool”, complementa Gevaerd.

O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997, nos Estados Unidos, e foi instituído no Paraná em 2011, por meio de lei.

ABERTURA

A abertura oficial do Outubro Rosa 2018 acontece na terça-feira (2), a partir das 14 horas, no Palácio das Araucárias, em Curitiba. Na ocasião, serão apresentados dados dos cânceres de mama e do colo do útero; fatores de risco, diagnóstico e apresentação clínica do câncer de mama, além de um panorama antropológico sobre o autocuidado. A entrada é gratuita e não é necessária inscrição prévia.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná / Imagem Ilustrativa

Compartilhe: