Espaços culturais do PR recebem investimento de R$ 9,3 milhões

teatro2A preocupação com a preservação dos equipamentos culturais do Estado foi um ponto marcante da gestão da Cultura nos últimos cinco anos. O trabalho é resultado do cumprimento das metas estabelecidas no plano de governo, que visa promover e valorizar a produção artística paranaense, dando ao público a oportunidade de acesso à arte.

Após mais de uma década fechado, o Palácio da Liberdade foi finalmente restaurado. O prédio, que já foi sede do Governo do Paraná, voltará a abrigar o Museu da Imagem e do Som do Paraná. O investimento total foi de R$ 2.163.249,08.

Em 2012 a Secretaria de Estado da Cultura promoveu, com recursos próprios, a primeira etapa dos reparos, com o reforço estrutural das fundações do edifício, a recuperação total da cobertura, um novo cintamento em concreto para reforço das paredes externas e internas, além da retirada dos pisos do pavimento superior e proteção de elementos decorativos para posterior recuperação.

No fim de 2012 foi feita a licitação para a segunda etapa dos trabalhos que englobaram a restauração completa do edifício. A realização desta intensa obra permite agora a reutilização do prédio pelo MIS-PR, que desde 2003 funciona em sede provisória, na Rua Máximo João Kopp, 274, bloco 4, no bairro Santa Cândida. A previsão é que o MIS-PR volte a funcionar no local no começo deste ano.

TEATRO GUAÍRA – O restauro dos auditórios do Centro Cultural Teatro Guaíra começou em 2014 e recebeu investimentos que totalizam R$ 5,554 milhões. Deste total, R$ 1,2 milhão são recursos do Tesouro do Estado e R$ 2,820 milhões (em 2014) e R$ 1,534 milhão (em 2015) da Renault do Brasil.

O auditório Salvador de Ferrante ou Guairinha, como é conhecido, é o primeiro auditório do complexo do CCTG, inaugurado em 1954.

As restaurações dos dois auditórios foram feitas de acordo com o projeto de tombamento do prédio histórico do Teatro Guaíra, projetado pelo arquiteto Rubens Meister.

BIBLIOTECA PÚBLICA DO PARANÁ – A Biblioteca Pública do Paraná (BPP) também recebeu melhorias nos últimos anos. A obra prevê ainda o restauro completo do prédio e seu mobiliário, projeto apresentando em novembro de 2012, do arquiteto Manoel Coelho. Os investimentos foram em torno de R$ 363.992,40.

BIBLIOTECA MÁRIO LOBO – Outra importante conquista para a área foi a abertura da Biblioteca Mário Lobo, primeira sucursal da Biblioteca Pública do Paraná, inaugurada em 2013 em Paranaguá.

O investimento, de R$ 1.298.881,60, foi custeado pela Renault do Brasil, Copel e Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), via projeto apresentado pela Associação dos Amigos da Biblioteca Pública do Paraná e aprovado pela Lei Rouanet, do Mistério da Cultura.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe: