Educação promove 1ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa


Gestores, educadores, estudantes, pesquisadores interessados na adoção da aprendizagem criativa de todo o Brasil estão reunidos em Curitiba para participar da 1ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa, organizada pelo Departamento de Políticas e Tecnologias Educacionais da Secretaria de Estado da Educação do Paraná.

Acontecem ainda, simultaneamente, o 2º Festival de Invenção e Criatividade e o 3º Encontro de Tecnologias Educacionais. De hoje até sexta-feira (28), os participantes discutirão temas como como a Aprendizagem Criativa na sala de aula, uso criativo do Scratch e mais de 200 atividades práticas de mão na massa, universidades criativas, inclusão, avaliação e documentação de projetos.

Durante os três dias de eventos haverá palestras, mesas-redondas, apresentações relâmpago, oficinas e mostra interativa, onde serão apresentados trabalhos, das ciências humanas às exatas, discutindo atividades educacionais diversificadas como fotografia, artes, programação, marcenaria, robótica, agricultura, meio ambiente e outras que tornem o ensino e a aprendizagem mais mão na massa, colaborativa e significativa para os alunos.

A expectativa é que participem do evento cerca de 850 profissionais de todo o Brasil. De acordo om Eziquel Menta, chefe do Departamento de Políticas e Tecnologias Educacionais da Secretaria, os participantes poderão conhecer mais sobre o centro interativo de divulgação científica e tecnológica da Secretaria ao visitarem, no local, o espaço do Parque da Ciência: Newton Freire Maia, além de poderem acompanhar as palestras internacionais com o auxílio de tradução simultânea.

“Para nós da Secretaria esse é um momento especial onde percebemos os significativos avanços do nosso Estado nas questões que envolvem a aprendizagem criativa, na computação criativa, no pensamento computacional e no movimento maker”, afirma Menta.

Segundo ele, será a primeira Conferência que unirá professores inovadores de todo o Brasil e que acontece em Curitiba, como reconhecimento do destaque mundial do Estado em ações de fomento à aprendizagem criativa, como, por exemplo, a realização de 231 Scratch Days, dias em que aconteceram atividades para estudantes e professores iniciaram seus projetos com programação.

O movimento maker é uma das principais tendências da educação atualmente, que valoriza a prática e a experimentação no processo de aprendizagem.

PROJETOS

31 professores e 65 alunos das escolas públicas estaduais do Paraná apresentarão seus projetos no Festival de Invenção e Criatividade. Além disso, cerca de 70 assessores em tecnologia educacional, representando seus Núcleos Regionais de Educação, participarão apresentando trabalhos. Professores da educação especial e representantes de escolas de Educação do Campo também vão expor seus trabalhos.

APOIO

Os eventos acontecem em parceria com a prefeitura de Curitiba, o MIT (Massachusetts Institute of Technology), a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, além da colaboração de vários parceiros como a Fundação Lemann, Faber- Castell, Lego Education, Micro:bit e o apoio de Atto, Little Maker, Porvir e Centro Europeu.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná / Imagem: Divulgação

Compartilhe: