Economia brasileira cresce pelo segundo ano seguido, diz IBGE


Soma de todos os bens e serviços produzidos no País, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,1% em 2018 em relação ao ano anterior, alcançando R$ 6,8 trilhões no período. Esse resultado marca o segundo ano consecutivo de crescimento econômico após dois anos de recessão. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados nesta quinta-feira (28). 

O resultado do ano foi impactado principalmente pelo bom desempenho do setor de serviços, que cresceu 1,3% no ano passado. Segundo o IBGE, todas as sete atividades do setor tiveram alta, com destaque para o comércio (+2,3%) e atividades imobiliárias (+3,1%).

OUTROS DESTAQUES

No ano passado, o resultado para o PIB também foi influenciado devido aos resultados positivos dos setores da agropecuária, com alta de 0,1%, e da indústria, com 0,6%.

De acordo com o levantamento, essa foi a primeira vez que o setor industrial cresceu após quatro anos seguidos de retração. Neste caso, o desempenho do setor foi ocasionado pela alta nas atividades de eletricidade e gás, água, esgoto e gestão de resíduos (+2,3%). Já na agropecuária, o resultado é explicado, principalmente, pela agricultura, que registrou boas safras do café, algodão, trigo e soja.

EXPECTATIVAS

O resultado vem em linha com as expectativas do mercado financeiro e confirma a trajetória de recuperação da economia brasileira após dois anos de queda do PIB.

De acordo com o IBGE, a estabilidade da inflação em patamares baixos e a ligeira melhora nos índices do mercado de trabalho contribuíram de maneira geral para o desempenho positivo da atividade econômica. Para este ano, o mercado financeiro espera crescimento de 2,65% na economia brasileira, segundo o Boletim Focus do Banco Central.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do IBGE

Compartilhe: