Definidos os confrontos das semifinais do Paranaense de Handebol Chave Prata


Com o término da 4ª etapa classificatória do Campeonato Paranaense de Handebol Adulto Chave Prata, realizada fim de semana em Tapejara, foram conhecidos os quatro times que avançaram à semifinal da competição promovida pela Liga de Handebol do Paraná. Além do título, as equipes buscam a ascensão para a Chave Ouro em 2019.

O elenco da EPH – Escola Paranaense de Handebol/Curitiba fez a melhor campanha do Estadual, encerrando a fase de grupo no topo da tabela, com 16 pontos em nove jogos disputados. De acordo com o treinador Marco Antonio Mendes dos Santos o resultado é reflexo do trabalho de uma equipe unida e que se conhece bem. “Nos últimos dois anos conseguindo manter um grupo de trabalho com poucas alterações e isso nos ajuda bastante na hora de fazer as trocas, de poder descansar os jogadores, isso contribui muito para que consigamos impor e manter nosso ritmo de jogo, nos sobressaindo sobre os adversários”, pontuou.

Eleito atleta destaque no primeiro compromisso da equipe, o goleiro Matheus Radeck Malaquias disse que busca a cada jogo melhorar sua atuação para que consiga ajudar sua equipe a sair de quadra com a vitória. “Estou buscando a cada dia melhorar e a gente está vendo resultado. Nossa equipe é bem unida, vamos continuar buscando melhorar cada vez mais pra tentar trazer sempre a vitória pro nosso time”, declarou.

Na semifinal os curitibanos enfrentarão a seleção de Dois Vizinhos/Cresol/Click, que terminou em 4º lugar ao sofrer duas derrotas na última etapa. “Devido alguns fatores não conseguimos estar com a equipe completa nesta etapa, mais saímos com um saldo bem positivo, sendo que conseguimos oportunizar que os meninos da base pudessem jogar, já pensando na próxima etapa pra estar aproveitando alguns deles que mostraram evolução no decorrer dos jogos”, expôs o professor Emerson Abati.

Com uma das melhores campanhas da competição, o selecionado do Tapejara Handebol encerrou a fase classificatória sem perder um jogo, mantendo-se na 2ª colocação, apenas ficou atrás de Curitiba pelo saldo de gols. “Temos muito a crescer, pecamos bastante no ataque, agora é tentar corrigir os erros pra chegarmos melhor na semifinal”, avaliou o técnico Adilson Ferreira, popular Piui.

Na partida que vale vaga à final, os tapejarenses pegam Rebouças/Assorhand, que teve a terceira melhor trajetória na disputa. O armador direito Baltazar Paszko Junior foi eleito atleta destaque no segundo jogo da equipe reboucense e ainda ficou com a artilharia ao marcar 11 gols. “Eu acho que o atleta destaque não é aquele que se destaca individualmente e sim coletivamente, o time ajuda bastante pra isso acontecer”, enalteceu. O camisa 3 joga com seu irmão Pedro Miguel Paszko e seu pai Baltazar Paszko. “Meu pai e meu irmão são uma inspiração tanto dentro como fora de quadra, então não tem como não querer jogar e se doar pela equipe”, frisou.

Por outro lado, as equipes da Prefeitura de Apucarana/Clube Handebol e da Prefeitura de Barbosa Ferraz Handebol, 9º e 10º colocado respectivamente, caíram para a Chave Bronze em 2019. Na 5ª posição terminou Alto Paraná Handebol/DDC, seguido de AGH/Guarapuava em 6º lugar, Petroalcool/DNBR/Floraí Handebol em 7º e Adhanq/Quedas do Iguaçu em 8º.

Já na disputa feminina, a Prefeitura de Toledo/ATH/Apef é a grande favorita ao título 2018 pela campanha que construiu, encerrando a fase classificatória com 100% de aproveitamento. Na semi joga contra Prefeitura de Campo Largo Handebol, enquanto MRV/Unicesumar/Unimed/Londrina pega Telêmaco Borba Handebol.

Enquanto o elenco da Prefeitura de Francisco Beltrão Handebol fechou sua participação em 5º lugar, seguida da Prefeitura de Ubiratã Handebol na 6ª posição, Rebouças/Assorhand na 7ª e a Prefeitura de Arapongas/SEMESP na 8ª colocação.

A etapa que define os campeões está marcada para acontecer de 20 a 21 de outubro, em Tapejara.

O Campeonato Paranaense de Handebol Adulto – Chave Prata conta com o apoio da Prefeitura de Tapejara, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH) e do CREF9/PR, com patrocínio da Itaipu Binacional.

Fonte: Jaqueline Galvão – Assessoria de Comunicação da Liga de Handebol do Paraná

Compartilhe: