Construção Civil entra em 2015 com otimismo em Cianorte

construcao

Contrariando a tendência nacional de desaceleração, em 2014, Cianorte cresceu significativamente com relação à construção civil em todas as regiões da cidade que, por meio de investimentos públicos e particulares, apresentou uma expansão urbana maior que a registrada em 2013, garantindo emprego e renda, bem como proporcionando aos cianortenses mais infraestrutura e conforto, seja nos lares, nos estabelecimentos ou nas repartições governamentais.

De acordo com os registros da Divisão de Cadastro Técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, no último ano, a Prefeitura aprovou 1.135 projetos de obras, sendo 828 residenciais, 150 comerciais ou industriais e, ainda, 157 de subdivisão ou anexação; o que representam um total de mais de 145 mil metros quadrados de construção. Além disso, a administração municipal emitiu 817 certificados de Habite-se, atestando a devida conclusão da obra e autorizando o início efetivo de sua utilização.

Tais dados comprovam a expansão urbana da Capital do Vestuário e a credibilidade por parte da população e investidores nas potencialidades do município. Se comparados aos números de 2013, os avanços na construção civil registrados em 2014 representam um aumento de 10%, o que se deve, em parte, à gestão e ampliação dos serviços públicos. Para se ter uma ideia, somente a emissão de Habite-se foi elevada em 21%.

“Enquanto o cenário nacional tende ao pessimismo, Cianorte apresentou índices bastante consideráveis em 2014 e segue otimista em 2015. O setor da construção civil está de parabéns, pois crescer em tempo de retração é um privilégio resultante de muito trabalho. A prefeitura, enquanto órgão fiscalizador de obras, vem investindo no aprimoramento dos serviços prestados a população, bem como na qualificação dos servidores que os executam”, destacou o prefeito Bongiorno.

HABITAÇÃO – Centenas de cianortenses iniciaram 2015 em moradias próprias e mais confortáveis. Isto porque, o Teto Solidário – programa que presta auxílio à edificação de residências de até 70 m², por meio da doação de materiais como areia, cimento, lajotas, pedras e telhas – contribuiu para a construção de 63 casas próprias. Além disso, outro programa, o Melhoria de Residências, garantiu condições de moradia mais dignas a 448 famílias que, com renda mensal de até três salários mínimos, receberam cimento, lajotas, areia grossa e fina, cal, barras de ferro e Eternit para reformas e ampliações.

Já na área rural, 28 famílias contaram subsídios de até R$ 28.500 para a construção de suas residências no campo. Com relação aos distritos, em São Lourenço, foram entregues 142 casas populares por meio da inauguração do Conjunto Residencial Manoel Ruiz e, em Vidigal, foram iniciadas as obras de 248 casas do Residencial José Barbosa.

“Contar com a estabilidade de um lar é o sonho de toda família e um fator determinante para a qualidade de vida. Assim, proporcionar meios para que os menos favorecidos tenham condições de adquirir, com dignidade, suas casas próprias, é uma das prioridades da administração municipal. Nesse sentido, em 2015, nossos esforços serão destinados a dar continuidade ao Teto Solidário e ao Melhoria de Residências, bem como a conseguir a construção de mais um conjunto residencial de casas populares para Cianorte”, afirmou o prefeito Bongiorno.

PERSPECTIVAS – Apesar da cautela nacional para com 2015, as expectativas de crescimento para Cianorte são promissoras, principalmente por conta das obras de magnitude licitadas pela Prefeitura. Na área da Educação, por exemplo, o município iniciará a construção de duas escolas, uma no Jardim Araucária e outra no Jardim Santa Mônica, que somam um investimento de mais de R$ 2 milhões. Já os alunos da Escola Municipal Castro Alves contarão com a construção da tão sonhada quadra esportiva coberta, um empreendimento na ordem de R$ 670 mil.

Na área da saúde, além da continuidade da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um empreendimento de R$ 4,5 milhões e que se encontra 50% concluído, serão iniciadas as obras de três Unidades Básicas de Saúde, sendo uma na região central (aos fundos do PA); a segunda na Rua Curitiba (ao lado do SAMU), e a outra no Residencial Ilha do Mel, entre o Atlântico e o Parque das Nações.

A previsão de investimento é de aproximadamente R$ 2 milhões para uma área total construída de 1.300 metros quadrados, englobando as três UBS. “Além disso, em 2015, os cianortenses contarão com outras diversas obras de infraestrutura, como a pavimentação das avenidas São Paulo e Paraíba, do Largo da Liberdade e de outros trechos, que somam um investimento de R$ 430, e o início das obras de um centro cultural, com recursos de R$ 400 mil”, contou o gestor municipal.

Texto e foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura

Compartilhe:

Construção Civil entra em 2015 com otimismo em Cianorte

construcao

Contrariando a tendência nacional de desaceleração, em 2014, Cianorte cresceu significativamente com relação à construção civil em todas as regiões da cidade que, por meio de investimentos públicos e particulares, apresentou uma expansão urbana maior que a registrada em 2013, garantindo emprego e renda, bem como proporcionando aos cianortenses mais infraestrutura e conforto, seja nos lares, nos estabelecimentos ou nas repartições governamentais.

De acordo com os registros da Divisão de Cadastro Técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, no último ano, a Prefeitura aprovou 1.135 projetos de obras, sendo 828 residenciais, 150 comerciais ou industriais e, ainda, 157 de subdivisão ou anexação; o que representam um total de mais de 145 mil metros quadrados de construção. Além disso, a administração municipal emitiu 817 certificados de Habite-se, atestando a devida conclusão da obra e autorizando o início efetivo de sua utilização.

Tais dados comprovam a expansão urbana da Capital do Vestuário e a credibilidade por parte da população e investidores nas potencialidades do município. Se comparados aos números de 2013, os avanços na construção civil registrados em 2014 representam um aumento de 10%, o que se deve, em parte, à gestão e ampliação dos serviços públicos. Para se ter uma ideia, somente a emissão de Habite-se foi elevada em 21%.

“Enquanto o cenário nacional tende ao pessimismo, Cianorte apresentou índices bastante consideráveis em 2014 e segue otimista em 2015. O setor da construção civil está de parabéns, pois crescer em tempo de retração é um privilégio resultante de muito trabalho. A prefeitura, enquanto órgão fiscalizador de obras, vem investindo no aprimoramento dos serviços prestados a população, bem como na qualificação dos servidores que os executam”, destacou o prefeito Bongiorno.

HABITAÇÃO – Centenas de cianortenses iniciaram 2015 em moradias próprias e mais confortáveis. Isto porque, o Teto Solidário – programa que presta auxílio à edificação de residências de até 70 m², por meio da doação de materiais como areia, cimento, lajotas, pedras e telhas – contribuiu para a construção de 63 casas próprias. Além disso, outro programa, o Melhoria de Residências, garantiu condições de moradia mais dignas a 448 famílias que, com renda mensal de até três salários mínimos, receberam cimento, lajotas, areia grossa e fina, cal, barras de ferro e Eternit para reformas e ampliações.

Já na área rural, 28 famílias contaram subsídios de até R$ 28.500 para a construção de suas residências no campo. Com relação aos distritos, em São Lourenço, foram entregues 142 casas populares por meio da inauguração do Conjunto Residencial Manoel Ruiz e, em Vidigal, foram iniciadas as obras de 248 casas do Residencial José Barbosa.

“Contar com a estabilidade de um lar é o sonho de toda família e um fator determinante para a qualidade de vida. Assim, proporcionar meios para que os menos favorecidos tenham condições de adquirir, com dignidade, suas casas próprias, é uma das prioridades da administração municipal. Nesse sentido, em 2015, nossos esforços serão destinados a dar continuidade ao Teto Solidário e ao Melhoria de Residências, bem como a conseguir a construção de mais um conjunto residencial de casas populares para Cianorte”, afirmou o prefeito Bongiorno.

PERSPECTIVAS – Apesar da cautela nacional para com 2015, as expectativas de crescimento para Cianorte são promissoras, principalmente por conta das obras de magnitude licitadas pela Prefeitura. Na área da Educação, por exemplo, o município iniciará a construção de duas escolas, uma no Jardim Araucária e outra no Jardim Santa Mônica, que somam um investimento de mais de R$ 2 milhões. Já os alunos da Escola Municipal Castro Alves contarão com a construção da tão sonhada quadra esportiva coberta, um empreendimento na ordem de R$ 670 mil.

Na área da saúde, além da continuidade da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um empreendimento de R$ 4,5 milhões e que se encontra 50% concluído, serão iniciadas as obras de três Unidades Básicas de Saúde, sendo uma na região central (aos fundos do PA); a segunda na Rua Curitiba (ao lado do SAMU), e a outra no Residencial Ilha do Mel, entre o Atlântico e o Parque das Nações.

A previsão de investimento é de aproximadamente R$ 2 milhões para uma área total construída de 1.300 metros quadrados, englobando as três UBS. “Além disso, em 2015, os cianortenses contarão com outras diversas obras de infraestrutura, como a pavimentação das avenidas São Paulo e Paraíba, do Largo da Liberdade e de outros trechos, que somam um investimento de R$ 430, e o início das obras de um centro cultural, com recursos de R$ 400 mil”, contou o gestor municipal.

Texto e foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura

Compartilhe: