Confiança dos empresários atinge maior índice desde 2015


O otimismo com a pauta econômica do governo elevou a confiança dos micro e pequenos empresários para 65,7 pontos em janeiro, o maior desde maio de 2015. Segundo levantamento realizado pela Câmara Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), houve uma alta de 20,2% em relação ao mesmo mês do ano passado e de 3,9% na comparação com dezembro.

Para o presidente da CNDL, José Cesar da Costa, o número reflete a expectativa da aprovação de medidas que destravem a economia, como a Reforma da Previdência, a simplificação tributária e a abertura econômica. “Se confirmadas as expectativas ao longo de 2019, a confiança poderá consolidar-se acima do nível neutro e encorajar os micro e pequenos empresários a investirem e, por consequência, iniciar um ciclo virtuoso para a economia”, explica.

SOBRE O ÍNDICE

O indicador varia de zero a 100. Resultados acima de 50 pontos significam que os empresários estão confiantes com a economia, enquanto os abaixo de 50 demonstram desconfiança. Ele é composto pelo Indicador de Condições Gerais e pelo Indicador de Expectativas. Por meio da avaliação das condições gerais, é medida a percepção dos micro e pequenos empresários sobre os últimos seis meses. Já através das expectativas, é calculado o que eles esperam para os próximos seis meses.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da CNDL  

Compartilhe: