Cohapar facilita emissão de escritura de imóveis em Cianorte

cohapar02Os técnicos da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) apresentaram em Cianorte, nessa quinta-feira (16), o programa Escrituração Direta, que oferece uma série de facilidades para que as pessoas que financiaram o seu imóvel por meio do órgão estatal em meados de 1996 e já quitaram a sua dívida, realizem a escritura pública em seu nome. O primeiro grupo a receber as orientações foi o dos moradores do Conjunto Bela Vista.

“Essa é uma oportunidade única para que os proprietários se adequem para evitar problemas futuros, até porque, como diz aquela velha máxima ‘só é dono quem registra’. Esse programa garante facilidades para aqueles que, por exemplo, têm um ‘contrato de gaveta’, para que deixem a informalidade e adquiram segurança em relação a posse do seu bem”, alegou o coordenador regional da Cohapar, Nelson Bigeschi.

Por meio da iniciativa, a escritura não será necessária. “O procedimento normal seria ir até o tabelião para fazê-la e desembolsar de R$ 800 a R$ 900, em média, para isso. Por meio desse programa,a Cohapar oferece a possibilidade de fazer um contrato com força de escritura,que custará em torno de R$ 360 e que pode ser parcelado em até quatro vezes”, explicou Nelson.

Outro benefício que também será aplicado em alguns casos será a redução na alíquota do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), arrecadado pela Prefeitura. “Estamos trabalhando em parceria com a Cohapar em busca de soluções que facilitem a vida desses moradores para que consigam se regularizar”, afirmou o vice-prefeito Beto Nabhan, que na ocasião representou o prefeito Bongiorno.

Manoel Hélio da Silva, que reside no Belo Vista, deixou a reunião entusiasmado. Há cinco anos ele vem se organizando para passar a casa para o seu nome. “Com as facilidades que foram apresentadas creio que isso se tornará muito mais fácil para mim. Não vou perder a oportunidade”, relatou.

PROCEDIMENTOS – Durante o encontro ainda foram distribuídas senhas para que na próxima quinta e sexta-feira (23 e 24 de novembro) os proprietários de imóveis do Conjunto Bela Vista recebam atendimento individual. “Os casos são muito singulares, e justamente por isso iremos analisar cada caso para entender a situação e oferecer as recomendações adequadas”, concluiu Nelson.

Os proprietários de imóveis dos Conjuntos Cidade Alta e João de Barro, que também adquiriram seus bens por meio do financiamento estatal e que se encontram na mesma situação, serão convocados nas próximas semanas para conhecer o programa e seus benefícios. (Texto e fotos: ASCOM PMC)

Compartilhe: