Clarão e estrondo na madrugada chamam a atenção na região Noroeste

Um clarão no céu, um forte estrondo e deslocamentos de ar atípicos impressionaram moradores de várias cidades da região noroeste do Paraná nesta sexta-feira (13). A população acredita que a série de eventos está relacionada à passagem de um meteoro, que explodiu em vários pedaços no céu antes de desaparecer.

Os relatos vêm de municípios como Paranavaí, Marechal Cândido Rondon e Cianorte. O fenômeno não foi descartado pelo Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná).

O estrondo e o clarão causados pelo suposto meteoro foram percebidos por volta de 5h30. Neste horário, o casal Rodrigo e Aline Brugnoli estavam acordados para trocar a fralda do recém-nascido João Gabriel, que tem apenas quatro dias de vida.

“E aí a janela de casa chacoalhou. Minha esposa quase teve um ‘troço’. A impressão era que havia uma pessoa batendo na janela, de tão forte que chacoalhou. Eu achei que era vento porque ontem fez um tempo de chuva. Depois sair lá fora pra olhar e não tinha vento algum”, relatou o empresário Rodrigo Brugnoli.

O casal mora em Cianorte, na região noroeste do estado. A cerca de 100 km de distância deste município fica Paranavaí, onde a passagem e a explosão do suposto meteoro também foram mencionadas.

“Eu acordei por volta das 4h e fiquei vendo TV. Quando eram umas 5h20, começou um ‘barulhão’, parecendo um trovão que não parava. Achei que ia chover, porém não teve mais nenhum [trovão]”, contou Jefferson Larsen.

“Depois começou o ‘converseiro’ sobre meteoro”, completou o morador de Paranavaí.

METEORO É O ASSUNTO DO DIA NO PARANÁ

Não demorou para que o assunto ganhasse as rodas de conversas e os grupos de WhatsApp da região noroeste do Paraná. Mesmo quem estava dormindo durante a passagem do suposto meteoro logo ficou sabendo do fenômeno. Vídeos que circulam pelas redes sociais também fizeram sucesso entre os moradores, como este, registrado em Paranavaí.

SIMEPAR DIZ QUE AINDA NÃO HÁ EXPLICAÇÃO

Simepar se pronunciou sobre o suposto meteoro na tarde desta sexta-feira (13). Pelo Twitter, o Sistema Meteorológico do Paraná disse que não tem os equipamentos necessários para confirmar o ocorrido.

Segundo a entidade, “não havia sistema que pudesse ter causado raios”. Por isso, o Simepar afirma que a possibilidade mais provável é a de que o clarão, explosão e estrondo tenham sido causados pela passagem de um meteoro.

Fonte: Paraná Portal

Compartilhe: