Cid Vasques entrega cargo e aumenta crise na segurança

Gov. Beto Richa com novo secretário de segurança pública CidO secretário de Segurança do Paraná, Cid Vasques (à direita na foto), entregou o cargo ontem para o governador Beto Richa. A saída foi justificada por Vasques por dificuldades com o Ministério Público. “Setores do Ministério Público, instituição a que pertenço, na qual devotei e devoto importante parcela de minha existência, entenderam por bem obstaculizar a minha manutenção na direção da segurança pública”, disse o ex-secretário em nota divulgada para a imprensa. Ele informou que volta a trabalhar como procurador de Justiça do MP-PR. Entre os motivos dos conflitos está que Vasques queria fazer um rodizio de agentes no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O que não foi bem recebido pelo MP.

A secretaria também teve outras mudanças. A diretora-geral Thathyana Assad pediu exoneração e o delegado-geral da Polícia Civil, Riad Farhat, disse que também colocaria o cargo à disposição. As saídas acentuam a crise na segurança paranaense. Cidades do interior, como Cianorte, vivem uma onda de assaltos e que as polícias enfrentam muitas dificuldades para combater. Apesar disso, o governo estadual anunciou que houve bons resultados como a redução no índice de homicídios em 18%, a aquisição de 1.220 viaturas, grande apreensão de drogas, entre outros.

Vasques foi o terceiro secretário de Segurança na gestão de Beto Richa. O governador Beto Richa aceitou o pedido e indicou Walter Gonçalves, que era chefe de gabinete da secretaria, para assumir o cargo até a nomeação de outro secretário.

Andye Iore com informações da AE-PR

Compartilhe: