Hip Hop de Cianorte participa de Festival Batalhas em Londrina

hip-hop2O grupo Puro Agito de Cianorte esteve entre os dias 28 e 30 de Novembro participando do Hip Hopé Vermelho Festival Batalhas realizado em Londrina no Royal Plaza Shopping. O evento teve o objetivo de divulgar a cultura Hip Hop e contou com a presença de grupos e caravanas de várias cidades do Paraná.

Entre as atrações do festival se destacaram a mostra de dança livre, com expressões desde a dança do ventre até o C.Walk e os workshops com Miwa, Ivo Alcântara, André Rockmaster e Natália Glitz. Mas o que mais atraiu os espectadores foram as competições de break e MC; além das batalhas coreográficas. O evento contou ainda com mostras de Grafitti e show de encerramento com Livia Cruz.

Além disso, o festival também foi marcado por uma bela ação social, já que os ingressos para o evento, as inscrições para os Workshops e para as competições o valor foram de 2 quilos de alimentos não perecíveis que, posteriormente, foram repassados para a ONG Viver, que atende, atualmente, a 240 crianças e adolescentes, em tratamento ou internadas, por intermédio do SUS (sem convênio médico) no HCL e HU, além de seus familiares, utilizando basicamente de trabalho voluntário.

 Texto: Juliano Secolo / Foto: Divulgação

Compartilhe:

Hip Hop de Cianorte participa de Festival Batalhas em Londrina

hip-hop2O grupo Puro Agito de Cianorte esteve entre os dias 28 e 30 de Novembro participando do Hip Hopé Vermelho Festival Batalhas realizado em Londrina no Royal Plaza Shopping. O evento teve o objetivo de divulgar a cultura Hip Hop e contou com a presença de grupos e caravanas de várias cidades do Paraná.

Entre as atrações do festival se destacaram a mostra de dança livre, com expressões desde a dança do ventre até o C.Walk e os workshops com Miwa, Ivo Alcântara, André Rockmaster e Natália Glitz. Mas o que mais atraiu os espectadores foram as competições de break e MC; além das batalhas coreográficas. O evento contou ainda com mostras de Grafitti e show de encerramento com Livia Cruz.

Além disso, o festival também foi marcado por uma bela ação social, já que os ingressos para o evento, as inscrições para os Workshops e para as competições o valor foram de 2 quilos de alimentos não perecíveis que, posteriormente, foram repassados para a ONG Viver, que atende, atualmente, a 240 crianças e adolescentes, em tratamento ou internadas, por intermédio do SUS (sem convênio médico) no HCL e HU, além de seus familiares, utilizando basicamente de trabalho voluntário.

 Texto: Juliano Secolo / Foto: Divulgação

Compartilhe: