Cianortenses inovam negócios com crédito do Banco do Empreendedor

banco-siteA localização é um aspecto determinante para o sucesso do empreendimento. Especialistas no assunto avaliam que a escolha do ponto adequado corresponde por até 25% do êxito do comércio e, foi pensando nisso, que a empresária do ramo de móveis, Dilma Almeida Tartari, procurou pelo Banco do Empreendedor de Cianorte e, por meio do financiamento adquirido para estruturação, conciliou seus negócios com os do marido, Valter Tartari, tapeceiro.

Atualmente, o casal é proprietário do empreendimento Móveis e Estofados Maranhão, instalado nas proximidades da Rodoviária Municipal. Mas nem sempre foi assim. Desde que passaram a investir no ramo, há cerca de dez anos, até junho passado, mesmo atuando em segmentos complementares, cada um tinha seu trabalho em um lugar diferente. Ela, vendendo móveis e decorações e ele, fabricando e reformando estofados. Não raramente, clientes a procura de ambos os serviços tinham que se deslocar. Por isso, a ideia ou, por vezes, necessidade, de unir o showroom de Dilma com a fábrica de Valter já era antiga. No entanto, só tomou forma a partir do Banco do Empreendedor.

“Tínhamos este plano há algum tempo, porém, nosso intuito sempre foi o de fazer isso com os pés no chão, ou seja, dentro dos nossos limites, assumindo o menor risco possível. Assim, pesquisamos linhas de crédito e, devido às baixas taxas de juros concedidas pelo Banco do Empreendedor, concluímos que seria possível. Além do custo do crédito abaixo dos das tradicionais instituições bancárias, ficamos satisfeitos com a facilidade do acesso e a agilidade do processo”, contou Dilma.

Com o financiamento, o casal reformou um imóvel que, para receber ambos os negócios, ganhou nova fachada, portas, vitrinas de vidro e forro. Para Valter, o investimento está valendo a pena. “Dessa forma, conseguimos prestar um melhor atendimento ao cliente, oferecendo em um único local o mostruário de produtos novos, as opções de tecidos e outros materiais para reforma, além da mão de obra especializada”, avaliou.

O caso de Dilma é um dos exemplos de crescimento e fortalecimento de pequenos negócios proporcionado pelo Banco do Empreendedor de Cianorte que, com um desempenho notável, caminha entre os melhores do Estado. Para se ter ideia, o programa de crédito, gerenciado pela Fomento Paraná em parceria com a Prefeitura do Município, já concedeu, neste ano, aproximadamente R$ 2 milhões em financiamentos aos micro e pequenos empreendedores, beneficiando 203 projetos que, idealizados pelos mais diversos tipos de profissionais e estabelecimentos comerciais, resultaram na aquisição de matéria-prima, estruturação ou compra de materiais e equipamentos.

“Os créditos concedidos foram utilizados em uma variedade de ações, desde a otimização do trabalho de caminhoneiros, confeiteiras, artesãos e faccionistas até a reforma de lojas, ateliês, barbearias e restaurantes; entre outros”, destacou a agente de desenvolvimento do Banco do Empreendedor de Cianorte, Sandra Costa que, na última semana, juntamente com o secretário municipal de Indústria, Comércio, Serviços, Vestuário e Turismo, Wanderley Fernandes, esteve em visita ao empreendimento de Dilma e Valter.

Na ocasião, o secretário parabenizou o trabalho do casal e salientou que “é muito satisfatório verificar melhorias tão significativas efetuadas com o crédito do Banco do Empreendedor que, além de estimular o desenvolvimento dos micro e pequenos negócios, faz a economia da cidade girar, pois é aplicado nos estabelecimentos e prestadores de serviços do próprio município”, concluiu, lembrando que o órgão foi reativado em Cianorte, em 2013, graças à Prefeitura, que passou a subsidiar a estrutura física e o quadro funcional. A unidade está instalada na Avenida Brasil, nº 510. (Texto e fotos: ASCOM PMC)

Compartilhe: