Cianorte já soma 12 assassinatos em 2016

logo-crime2Cianorte tem o maior índice de assassinato nos últimos três anos. Com os dois homicídios ocorridos no último final de semana são 12 mortes em 2016. Dessas, somente três seguem sem autoria identificada até agora. Sendo que no ano passado foram sete assassinatos e em 2014 nove mortes.

Na noite da última segunda-feira (14) um homem de 20 anos de idade foi preso após matar seu tio de 23 anos de idade com dois tiros, no Seis Conjuntos. O autor alegou para a polícia que o tiro teria sido acidental por ele ter confundido a vítima com outra pessoa. A polícia ainda encontrou drogas com o assassino, sendo 24 porções de maconha pesando 76,7 gramas e 1,6 grama de cocaína. Também foram apreendidos nove cápsulas para revólver.

A segunda morte no final de semana aconteceu no último sábado (12).  Um homem de 38 anos foi morto com tiro na cabeça. Ele foi encontrado dentro de seu carro. Testemunhas informaram aos policiais que dois homens passaram de motocicleta ao lado do carro e atiraram. A polícia investiga o caso que pode ter relação com outro assassinato acontecido esse ano na cidade. “Crimes como essas mortes do final de semana são impossíveis de prever”, declara o capitão da Polícia Militar, Claudio Silva, ao comentar sobre o reforço na segurança que Cianorte recebeu e casos de crimes graves acontecidos num curto período.

Mesmo assim, nesses dois casos, um dos assassinos está preso e a polícia já tem pistas do outro homicídio. A Polícia Civil informa que dos 12 assassinatos desse ano, apenas três estão em aberto, com investigação em andamento após pistas sobre os autores. Na semana passada um homem com várias passagens pela polícia, inclusive por homicídios, foi morto na zona rural de Indianópolis. Esse crime também teria relação com outras mortes ocorridas em Cianorte.

REFORÇO – Curiosamente, esses crimes graves acontecem quando Cianorte teve um reforço no policiamento. Entre as causas das mortes estão o tráfico de drogas. Cinco dos 12 assassinatos do ano teriam ligação com o consumo e venda de tóxicos na cidade. O que acaba sendo difícil para a polícia local prevenir já que Cianorte está na rota do tráfico, com drogas que entram pelo Paraguai e tem destino diferentes pontos do Brasil.

Confira quais foram os assassinatos de 2016 até agora:
• Primeiro – no final de janeiro um homem de 23 anos foi morto com um tiro durante um assalto. O suspeito do latrocínio está preso;
• Segundo – dia 19 de março, um homem de 23 anos foi morto com um tiro numa lanchonete na avenida Paraíba. Autor é menor e foi apreendido;
• Terceiro – dia 28 de abril, uma mulher de 34 anos foi assassinada com um tiro na cabeça. O crime teria ligação com tráfico de drogas. Autor é menor e foi apreendido;
• Quarto – dia 1º de maio, um homem de 22 anos foi morto a facadas, na avenida Paraíba. Autoria ainda em aberto;
• Quinto – dia 11 de maio, homem 29 anos é morto com 11 tiros num bar na avenida Paraíba. Autor é menor e foi apreendido;
• Sexto – dia 15 de maio, homem é morto a tiros dentro de seu carro, em frente a igreja São Vicente de Paulo. Autoria ainda em aberto;
• Sétimo – dia 31 de julho, mulher de 21 anos é morta com 15 facadas pelo ex-namorado, na avenida Paraíba;
• Oitavo – dia 17 de agosto, ladrão de 27 anos foi morto por policial durante assalto na Zona 2;
• Nono e décimo – dia 27 de agosto, dois ladrões mortos ao apontarem arma para policiais em abordagem na PR-323;
• 11° – dia 12 novembro. homens passam de moto e atiram em vitima dentro do carro. Autoria ainda em aberto;
• 12° – dia 14 de novembro, sobrinho de 20 anos mata tio de 23 anos acidentalmente com tiro no bairro João de Barro. O autor foi preso com drogas.

 

DADOS
2016 –  12 mortes
2015 – sete mortes
2014 – nove mortes

Texto: Andye Iore / Folha de Cianorte

Compartilhe: