Cianorte está entre as dez com melhor Bem-Estar do PR

cianorte02

O Instituto Nacional de Ciências e Tecnologia (INCT) Observatório das Metrólopes anunciou, na última semana, o Índice de Bem-Estar Urbano dos Municípios Brasileiros (IBEU-Municipal), com o propósito de oferecer mais um instrumento para avaliação e formulação de políticas públicas, através de um levantamento inédito sobre as condições urbanas dos 5.565 municípios brasileiros. Segundo o estudo, Cianorte aparece entre os 10 municípios paranaense com melhores resultados no Bem-Estar Urbano.

O IBEU-Municipal busca avaliar a dimensão urbana do bem-estar usufruído pelos cidadãos brasileiros promovido pelo mercado e pelos serviços sociais prestados pelo Estado, sendo a mesma relacionada com as condições coletivas de vida promovidas pelo ambiente construído da cidade e pelos equipamentos e serviços urbanos.

O estudo é composto por cinco dimensões: Mobilidade Urbana; Condições Ambientais Urbanas; Condições Habitacionais Urbanas; Atendimento de Serviços Coletivos Urbanos e Infraestrutura Urbana. Cada uma dessas dimensões é composta por número diferente de variáveis, mas todas elas contribuem com o mesmo peso para a definição do IBEU-Municipal.

O IBEU de cada município foi concebido pela média aritmética das dimensões, variando de zero a 1. Deste modo, quanto mais próximo de 1 melhores são as condições urbanas, quanto mais próximo de zero piores são as condições urbanas. Todas as variáveis foram utilizadas a partir do Censo Demográfico do IBGE, de 2010. Apesar da distância de seis anos entre a obtenção dos dados e a divulgação dos resultados, os responsáveis pela elaboração do IBEU-Municipal destacaram que o índice ainda pode refletir as condições urbanas da maior parte dos municípios brasileiros, como são demonstrados por meio da atualização de alguns dos indicadores utilizados no estou que estão disponíveis para outras escalas de análise existente na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, base de dados que também é construída pelo IBGE.

A coordenação de pesquisa para a produção do IBEU-Municipal foi do professor Marcelo Gomes Ribeiro, e contou com o trabalho dos pesquisadores-bolsistas Gustavo Henrique P. Costa, Breno Willians N. Machado, Marina Martins de Araújo, Vitor Vilar Dromond, Dayanne N. de Oliveira Gomes e Tatiane Torres Castro da Silva.

CIANORTE – Dentre as cinco dimensões de qualidade do IBEU-Municipal, Cianorte apresentou três com resultados classificados como “muito bom”, variando de 0,901 a 1, e dois como “bom”, variando de 0,800 a 0,900.

O maior índice do município ficou na Dimensão de Condições Ambientais com 0,990. Essa dimensão foi concebido a partir de três indicadores: arborização, esgoto a céu aberto e lixo acumulado, todos verificados ao entorno dos domicílios.

Na Dimensão de Mobilidade Urbana, Cianorte apresenta índice de 0,987, sendo que para isso foi analisado o indicador de deslocamento casa-trabalho, que leva em conta o tempo que os trabalhadores levam para irem de casas até o local de trabalho. De acordo com o estudo, tempo considerado adequado é quando as pessoas gastam até 1 hora por dia no trajeto casa-trabalho.

Outro resultado classificado como “muito bom” foi encontrado na Dimensão de Condições Habitacionais Urbanas (0,933). Neste quesito foram avaliados cinco indicadores: aglomerado subnormal, densidade domiciliar, densidade morador/banheiro, material das paredes dos domicílios e espécie do domicílio.

O indicador aglomerado subnormal corresponde às “favelas”, tipo de construção que em Cianorte não existe, como pode ser constatado junto ao IBGE. Por sua vez, o indicador de densidade domiciliar é construído a partir da razão entre número de pessoas no domicílio e número de dormitório. Considerou-se como densidade domiciliar adequada quando havia até 2 pessoas por dormitório.

No indicador de densidade domiciliar morador/banheiro, considerou-se como adequado o domicílio que possui até 4 pessoas por banheiro. No indicador de material das paredes dos domicílios, considerou-se como adequado o domicílio cujas paredes externas são do tipo de alvenaria com revestimento ou madeira apropriada para construção (aparelhada). No indicador de espécie dos domicílios, considerou-se como adequado os domicílios do tipo casa, casa de vila ou condomínio ou apartamento.

A dimensão de infraestrutura urbana foi compreendida por sete indicadores: Iluminação pública, pavimentação, calçada, meio-fio/guia, bueiro ou boca de lobo, rampa para cadeirantes e logradouros. Neste quesito Cianorte apresentou resultado de 0,820.

Cianorte também obteve um índice considerado com bom na Dimensão de Atendimento de Serviços Públicos Coletivos Urbanos (0,802), que leva em conta quatro indicadores: atendimento adequado de água, atendimento adequado de esgoto, atendimento adequado de energia e coleta adequada de lixo.

Texto e foto: Juliano Secolo / Folha de Cianorte

Compartilhe: