Cianorte a caminho dos 100 mil habitantes

cidade01

Cianorte começou a discutir com a população a revisão do Plano Diretor. A primeira de uma serie de reuniões e audiências aconteceu na última quinta-feira (25) na sede da Associação Comercial e Empresaria de Cianorte (ACIC). O encontro teve a participação do professor do departamento de Arquitetura da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Nestor Razente (foto abaixo).
Ele é especialista em Plano Diretor e já trabalhou em 45 planos do Paraná e São Paulo. “A expectativa é que Cianorte tenha 100 mil habitantes entre dez e 15 anos”, comentou Razente, sobre o crescimento e desenvolvimento da cidade. “As perspectivas que tinham para a cidade já foram muito superadas”.

Chegar a 100 mil habitantes é um passo importante no desenvolvimento de um município. Isso porque a prefeitura passa a receber verbas públicas destinadas para cidades nesse patamar.
E um dos pontos que deve mais colaborar com isso está no crescimento da população universitária, sendo um dos pontos destacados por Razente que Cianorte tem um crescimento demográfico e econômico acima da media no Paraná.
A cidade recebe estudantes de todo o Brasil que buscam formação superior atrás dos bons conceitos que os cursos dos campi cianortenses conseguem em avaliações nacionais.

Além de ajudar no crescimento da população, os universitários também puxam uma série de fatores econômicos, como crescimento do mercado imobiliário, maior oferta de serviços para atender a demanda, entre outras situações que fazem o dinheiro originário de outras regiões circular em Cianorte.

plano03Um exemplo disso está nas duas maiores cidades da região. Maringá teria uma população universitária com mais de 30 mil estudantes e Londrina teve um crescimento habitacional ao redor da UEL que fica longe do centro.

Isso fica bem evidente em Cianorte analisando o crescimento demográfico. No começo de 2000 a cidade tinha mais de 55 mil habitantes.
Em pouco mais de 15 anos a cidade ganhou em torno de 25 mil habitantes (confira gráfico abaixo).

RODEADA – Outro aspecto destacado por Nestor Razente é que Cianorte está entre dois pólos econômicos regionais: Maringá e Umuarama. Isso pode ajudar, como também atrapalhar.
Uma vez que há um grande fluxo de pessoas e investimentos pela região.
Cabe à essa organização proposta pelo Plano Diretor preparar o município para receber os investimentos que iriam para Maringá ou Umuarama.

LEI
Prefeitura encara irregularidades

A prefeitura de Cianorte está nos dois pólos da questão: organiza o crescimento com o Plano Diretor e lida com as irregularidades da população e empresários. “Toda vez que se fala em ´jeitinho´ alguém é prejudicado”, ressaltou o prefeito Claudemir Bongiorno, sobre o hábito que as pessoas tem em tentar fazer coisas além da legislação. “Não sou prefeito do ´jeitinho´, faço as coisas como temos que fazer, como é com o Plano Diretor”.

personagensBongiorno participou da abertura da reunião e ressaltou as dificuldades que a prefeitura enfrenta nesses aspectos urbanos. Como loteamentos clandestinos, construções sem projetos, casas sem a metragem adequada, instalações industriais em locais inadequados, entre outras situações que acabam criando problemas no futuro, como o proprietário não conseguir o Habite-se para a construção.

O prefeito citou que é importante a participação da comunidade porque está se decidindo agora coisas sobre a cidade no futuro. “O planejamento da cidade tem que ser com coisas possíveis de serem feitas”, disse. “O que vamos fazer é para poucos de nós hoje. Mas para muitos que virão no futuro”.
Ele disse ainda que conta com apoio da Câmara de Vereadores para aprovação do Plano Diretor.

VAZIOS –  Um dos temas abordados na reunião foram os vazios urbanos. A Folha de Cianorte apontou em reportagem feita em 2013 que a estimativa do secretário de Desenvolvimento de Cianorte, Nelson Magron Junior, é que haja cerca de 200 alqueires livres (na maior parte da Companhia Melhoramentos) para loteamentos e áreas comerciais.

Área que se fosse ocupada hoje, aumentaria o tamanho do município em torno de 30% em área urbanizada. Entre as regiões com esses espaços estão o Centro Novo (antiga Esplanada), no terreno em frente à rodoviária, no Parque Industrial, no Cianortinho, na Zona 4 e na Zona 5 (saída para Vidigal).

POPULAR
População é convidada a participar

plano02Houve uma boa participação popular na primeira reunião da revisão do Plano Diretor (foto ao lado). Os presentes interagiram e perguntaram para o especialista Nestor Razente sobre zoneamento, tráfego de veículos, vazios urbanos, lixo, mobilidade, entre outros assuntos.

No final da reunião os interessados foram convidados a deixarem seus contatos para encontros futuros da Comissão de Acompanhamento da Revisão do Plano Diretor Municipal (CARPDM), que devem acontecer em horários diferentes para dar oportunidades da comunidade participar.

A reunião contou ainda com presença de vereadores, empresários, agricultores. entidades, associações, entre outros.

O QUE É? – O Plano Diretor é o mecanismo de gestão municipal que cuida do desenvolvimento urbano e político da cidade, abordando aspectos sociais, econômicos, entre outros, relacionados à função social da propriedade urbana.
Há diretrizes em leis federais e estaduais. Entre eles que devem ser feitos em cidades com mais de 20 mil habitantes a cada dez anos.

DADOS
populacaoA prefeitura Cianorte já fez 380 notificações sobre construções sem projeto

POPULAÇÃO DE CIANORTE:
1997 – 54 mil
2007 – 64 mil
2017 – 78 mil
* números do IBGE

  • Reportagem especial
    publicada em página inteira na edição de ontem (28)
    da Folha de Cianorte.
    Texto: Andye Iore/Folha de Cianorte

    Foto da cidade: Ascom PMC
    Fotos da apresentação: Andye Iore/Folha de Cianorte
Compartilhe: