Chuvas deixam Cianorte em situação de emergência

chuvas-fev01

O prefeito Claudemir Bongiorno acionou hoje (23) diversos órgãos em função da gravidade dos danos causados pelo grande volume de chuva que atingiu Cianorte ontem. Principalmente dos ocasionados na zona rural. “O objetivo é garantir ações rápidas e eficientes de socorro público, visando preservar a vida, o meio ambiente e os patrimônios”, informou o gestor.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Agricultura, a cidade registrou, somente nos últimos quatro dias, a quantidade de 279 mm de chuva, sendo que a média prevista para todo o mês de fevereiro era de 170 mm.

Na área urbana, foram comunicados à prefeitura estragos na pavimentação asfáltica e problemas de escoamento da água da chuva, como o rompimento de galerias, além do desmoronamento de muros. No Jardim Atlântico, bem como em Vidigal, pontes tiveram suas estruturas danificadas. Já na zona rural, vias públicas e propriedades particulares tiveram vários prejuízos e danos com as fortes enxurradas.

Diante disso, a prefeitura iniciou, imediatamente, o atendimento emergencial em diversas localidades, como nas estradas Alba, Aldeia, Bica e Rodeio, promovendo o auxílio às famílias em situação de risco e veículos atolados. Os casos mais graves são os de uma grande erosão em propriedade particular na Estrada Alba e o desmoronamento de terra na Estrada da Bica, que cedeu e abriu uma enorme cratera, separando a pista. Por conta do deslizamento do solo nestas duas localidades, quatro casas ficaram em situação de risco e os moradores foram retirados pela Defesa Civil Municipal e Corpo de Bombeiros.

Na parte da tarde, o prefeito mobilizou uma reunião com representantes de diversos órgãos que compõem a Defesa Civil, como o Corpo de Bombeiros, Sanepar, Instituto das Águas, Procuradoria Jurídica e as secretarias municipais de Serviços, Meio Ambiente, Agricultura, Desenvolvimento e Integração Governamental, para mapear os estragos e traçar um plano de ação. “Nós vamos resolver tudo. A partir de agora, que nenhuma pessoa corre risco, nossa prioridade é devolver a trafegabilidade às estradas rurais e implementar projetos para a recuperação de áreas ambientais. Para isso, estamos providenciando o envio do Formulário de Informação do Desastre – FIDE – e a dispensa de licitação para a contratação de maquinário pesado e aquisição de cascalho”, afirmou Bongiorno.

Segundo o coordenador de operações da Comissão Municipal de Defesa Civil de Cianorte, Reginaldo Epifânio de Souza, ao receber o FIDE com relatos de deslizamentos, alagamentos e desapropriação de imóveis, o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) gera, automaticamente, o decreto para situação de emergência, que será assinado pelo prefeito. Além disso, com base nas previsões do Simepar, o coordenador alerta a população sobre cuidados com as chuvas, que devem perdurar durante toda a semana.

“Nos momentos de trégua, verifique e limpe ralos, calhas e entradas das bocas de lobo. Durante a chuva, procure um abrigo seguro, longe de árvores, pois elas atraem raios e seus galhos podem cair. Não deixe as crianças sozinhas em casa e, no trânsito, reduza a velocidade e aumente a atenção. Em casos de emergência, ligue para o Corpo de Bombeiros, pelo 193”, orientou.

Texto e foto: Ascom Prefeitura de Cianorte

Compartilhe: