• folhadecianorte@gmail.com

Fale com a Folha

44 3018-2015


21 de novembro de 2017

12:56

Chapa 5, Primavera Livre, vence eleição para o DCE/UEM

Publicado em 29 de janeiro de 2016

dce chapa

Com 474 votos (46, 24% da votação válida), a Chapa 5, Primavera Livre, venceu, ontem, a eleição para o Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Universidade Estadual de Maringá, para o mandato de um ano.

Numa das eleições mais concorridas dos últimos anos para a entidade, principal instância estudantil da Universidade, os demais resultados apurados foram de 79 votos para a Chapa 1 (Amar e mudar as coisas): 244 para a Chapa 2 (EnDireita UEM); 156 para a Chapa 3 (Acesso livre); e 25 para a Chapa 4 (Aliança UEM).

Embora cerca de 20 mil alunos, de graduação e de pós-graduação, que formam o colégio eleitoral, estivessem aptos a votar, apenas 1025 compareceram às urnas, somando os 47 brancos e nulos registrados.

O edital com a votação final, com a data de ontem, está afixado na sede do DCE, bloco 6, câmpus universitário, com a homologação da comissão eleitoral.

Segundo a comissão eleitoral, na segunda-feira será convocada uma reunião do Conselho Estudantil de Estudantes de Bases (CEEB), composto pelos centros acadêmicos dos cursos, para discutir, entre outros assuntos, os eventuais recursos que forem protocolados com a publicação do edital.

O prazo para o protocolo de recursos está valendo e termina em 48 horas após a divulgação do edital, neste sábado (30). Ainda não há data para a posse da chapa eleita. A definição também sair na reunião do CEEB.

PROPOSTAS – A chapa eleita tem como proposta de trabalho combater o machismo, dando continuidade às ações da Secretaria de Mulheres do DCE, criada pela gestão Voz-Ativa; e promover a 2ª Semana de Enfrentamento às Violências contra as Mulheres; e combater o racismo, por meio da criação da secretaria de Negros e Negras; e da aproximação com NEIAB (Programa Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-Brasileiros).

Outra proposta é enfrentar a LGBTFOBIA, criando a Secretaria LGBT e se aproximar de coletivos como AMLGBT (Associação Maringaense LGBT). Também faz parte da plataforma da chapa incentivar a cultura, por meio da criação da Secretaria de Cultura e do desenvolvimento de um projeto democrático de cultura desenvolvido pela comunidade acadêmica.

A chapa também pretende estimular a educação, lutando por 10% do PIB para Educação Pública JÁ! e exigindo a realização de concurso público para a contratação de professores e funcionários efetivos. Também quer promover a segurança, através da melhoria e ampliação iluminação nos campi e da reivindicação da contratação de mais vigilantes, incluindo mais mulheres.

Faz parte, ainda, do rol de propostas o fomento ao movimento estudantil, fazendo a maior aproximação com os centros acadêmicos; e incentivando a formação de Diretórios Acadêmicos em todos os campi, para maior comunicação e integração.

A chapa 5 se propõe a lutar pela política de acesso e permanência, defendendo o término imediato das obras do RU e a construção de RU nos campi Regionais que não possuem; a defender as atléticas e empresas juniores,  promovendo o debate, com o NEJ-UEM, sobre a cobrança da regulamentação junto as instâncias superiores; e reivindicando, com as atléticas, a melhoria das quadras e a construção de novos espaços para a prática esportiva e cultural.

Texto e foto: ASC/UEM

"Conteúdo protegido por direitos autorais. Cite crédito ao usar textos e fotos da Folha de Cianorte"

About the author /


Jornalista formado em 2002 pelas Faculdades Maringá, com especialização em Comunicação e Educação. Já foi correspondente regional da Gazeta do Povo, trabalhou no O Diário (de Maringá), rádio CBN Maringá, coordena o projeto cultural Zombilly, entre outros.

Jornal Folha Regional de Cianorte

Endereço: Av. Brasil, 1167, Cianorte - PR.

Telefone: (44) 3018-2015

Email: folhadecianorte@gmail.com

Diretor proprietário

Luiz Antônio Barbosa

Editor de conteúdo

Andye Iore.

Desenvolvido por Web 7 - Soluções digitais