Casal é preso depois de matar motorista e fugir no carro

casal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu no início da noite de ontem (27) em Cascavel, na região oeste do Paraná, um casal que ocupava um carro que havia sido roubado horas antes em Curitiba.

O proprietário do veículo, um Renault Sandero, foi morto durante o roubo, ocorrido provavelmente durante a madrugada, na rua Alberico Flores Bueno, Bairro Alto. A vítima, de 52 anos de idade, morava sozinha e trabalhava como motorista de ônibus em Colombo, na região metropolitana de Curitiba.

Pela manhã, conhecidos do motorista estranharam o portão destrancado e a ausência do carro na garagem. Havia marcas de sangue pelo imóvel. O corpo foi encontrado ao lado da cama, com ferimentos provocados por facadas, na altura do peito.

Durante fiscalização de rotina, uma equipe da PRF deu ordem de parada ao veículo, que transitava pela BR-277. O motorista desobedeceu, acelerou e tentou fugir, em alta velocidade, pelo acostamento e pela contramão, colocando em risco os demais usuários da rodovia.

Seguido pela viatura da PRF, alguns quilômetros à frente ele perdeu o controle, em frente a um posto de combustíveis, e tentou fugir a pé. Com a ajuda de caminhoneiros que estavam no local, os policiais rodoviários federais conseguiram localizá-lo, escondido sob o eixo de um caminhão estacionado. Ele estava em companhia de uma mulher, que também foi presa.

O homem já havia sido preso pela PRF há cerca de dez anos, em Guaraniaçu (PR), por tráfico internacional de drogas. Em liberdade condicional, ele a princípio negou ter sido o autor do latrocínio em Curitiba.

A equipe da PRF encaminhou os dois presos para a 15ª Subdivisão da Polícia Civil em Cascavel. O latrocínio é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, em Curitiba.

[Atualização] A mulher presa pela PRF em Cascavel acabou por admitir que foi realmente o homem que dirigia o carro roubado que cometeu o latrocínio em Curitiba, enquanto ela o esperava na esquina.

Texto e foto: PRF-PR

Compartilhe: