Casa Ecológica chama a atenção em Cidade Gaúcha

cid gaycha-petA causa é nobre: conscientizar o maior número de pessoas sobre os cuidados com a mãe terra. E o ideal do Espaço Sereno Silvestre tem conseguido seu intuito atraindo a atenção dos moradores de Cidade Gaúcha e também da mídia, ao construir uma casa com paredes feitas de garrafa petA base da construção é a mesma de qualquer obra, porém os tijolos e lajotas foram substituídos por garrafas pet cheia de areia. O projeto desenvolvido pelo casal Ejídio José e Shirley Carrard teve início após uma visita a Juazeiro do Norte, onde viu algumas casas parecidas.

Ejídio conta que o difícil foi encontrar um engenheiro que topasse fazer o projeto e também um construtor que topasse a empreitada. A estimativa é que 14 mil garrafas pet foram usadas na obra que já tem até laje. E desde o início do projeto a comunidade de Cidade Gaúcha tem colaborado, não apenas doando a matéria prima, mas também ajudando a encher as garrafas com areia. A casa contará com suíte, cozinha, sala, além de dois consultórios para o casal realizar atendimentos já que ele é terapeuta holístico e ela massoterapeuta.

Ejídio explica que o objetivo do projeto, além de ser ecologicamente correto, é a sensação térmica que a casa oferecerá após ficar pronta. “O que mais nos entusiasma em fazer essa casa é a térmica que ela vai nos oferecer dentro dela, de 19º, nos dias quentes. Assim não vamos agredir a natureza com a questão do ar condicionado.”, comenta.

PROJETOS – O casal pretende desenvolver outros projetos ecológicos no local como um sistema de captação de água da chuva; uma reserva com reflorestamento de árvores nativas, um pomar, um lago, entre outros. “Nós sonhamos muito com nosso espaço terapêutico e sustentável, sabemos da necessidade de estarmos conectados com a mãe terra, respeitá-la, amá-la e agradecê-la por tudo. Acreditamos fielmente neste caminho, aqui teremos reaproveitamento da água da chuva, tratamento séptico e reaproveitamento, horta orgânica, lago para peixes, galinheiro caipira, compostagem, minhocário, educação ambiental, construções alternativas, massoterapia, dança terapia e yôga. Esta é uma pequena parte de nosso sonho, acreditamos que o universo irá colocar em nosso caminho pessoas sonhadoras, competentes e dispostas a nos ajudar na construção deste espaço de cura.”, ressalta Shiley.

Várias mídias regionais tem destacado o projeto da Casa Ecológica, entre eles a RPCTV – Afiliada Rede Globo e a TV Futura, já que a construção também apresenta uma destinação prática e útil para as garrafas pets, que representam um grave problema ambiental, já que seu resíduo pode levar séculos para se decompor na natureza.

Texto: Juliano Secolo Foto: Espaço Sereno Silvestre

Compartilhe: