Candidatos a reitor se preparam para 2º turno na UEM

uem eleicao

Os candidatos a reitor das duas chapas com melhor votação na última segunda-feira (18) estão se preparando para o segundo turno na UEM, que será realizado no dia 1º de setembro.

Mauro Baesso (à direita), candidato a reitor da chapa 2 – Atuar e Mudar, disse que gostou do resultado da eleição do primeiro turno, em que boa parte da comunidade universitária acolheu a proposta de mudança para a UEM. “Vamos, agora, no processo do segundo turno, construir mais alianças para, com isso, chegar no segundo turno e vencermos e mudar a UEM”.

Baesso disse que eles vão trabalhar para conquistar mais votos, ampliar discussões, conversar com mais pessoas e apresentar o plano de trabalho. Comentou que estavam, nesse processo, por acreditarem que a UEM pode ser melhor, lembrando que ela está entre as 20 melhores universidades do País, com muitas áreas com reconhecimento internacional.

Baesso cita que a UEM é uma universidade com uma característica muito bonita em que mais de 50% dos alunos são do período noturno, que demandam todo tipo de ação da Reitoria, como segurança, apoio ao ensino, uma vez que o objetivo da universidade é formar cidadãos e profissionais muito qualificados. É com esse enfoque que a chapa pretende trabalhar e ter uma universidade democrática e transparente.

Décio Sperandio (à esquerda), candidato a reitor da chapa 4 – Universidade Pública Sempre: novos desafios, comentou que o processo eleitoral foi bem disputado, com quatro chapas, cada qual apresentando propostas em reuniões e debates, e que a comunidade universitária decidiu. Para ele, a expectativa para o próximo turno da eleição é boa. Disse que pretende prosseguir com o plano de ação e trabalhando com diagnóstico e propostas concretas que melhorem o cotidiano da Universidade, apresentando propostas com relação a projetos estratégicas para cada unidade, departamento e Universidade como um todo.

Sperandio pretende conversar com as demais chapas e pessoas que votaram em outras chapas sempre tendo como foco o projeto de universidade, ideias e propostas, fazendo diagnósticos e vendo como melhorar as condições do ensino, da pesquisa e da extensão e projetos estratégicos para definir o futuro da instituição. Como o tempo é curto, disse que pretende intensificar contatos, reuniões para apresentar as propostas da chapa e passar em setores em que não tiveram tempo de visitar no primeiro turno.

O primeiro turno teve quatro chapas disputando a eleição. O resultado pode ser visto no site da UEM sobre as eleições.

Texto e fotos: ASC/UEM

Compartilhe: