Calor castiga moradores e faz alegria de comerciantes

sol02O calor que faz atualmente é um dos mais fortes no Paraná nos últimos 16 anos. Com pouca chuva e baixa umidade do ar. Ontem, entre 15h e 16h, pico do sol, em Cianorte a temperatura chegou a 37°C com sensação térmica beirando os 40°C. De acordo com o Instituto Simepar o calorão deve prosseguir nos próximos dias.

O resultado de tudo isto? O comércio cianortense começa a não ter em estoque alguns aparelhos, como umidificador de ar, ventiladores e até ar condicionado. A vendedora Márcia Pegoraro dos Santos, das Lojas Blaszak, disse que a procura é muito grande. A indústria está com dificuldade abastecer o mercado.

Na Eletrolux, os umidificadores de ar se limitam a um aparelho com capacidade máxima de 2h30. Quem precisar de aparelho mais potente para suportar a noite inteira tem que fazer pedido e aguardar chegar. A vendedora disse que a entrega é garantida.

Na loja Madoy a procura por ventilador e aparelho de ar condicionado é grande. “Temos um estoque bom e estamos com um preço competitivo”, disse o proprietário Onísio Pereira Godói.

Todos reclamam do forte calor. Mas, alguns setores do comércio comemoram esta estação do ano. Sorveterias, lanchonetes, clubes e chácaras de lazer também tem um grande movimento. Um sorvete, água gelada, refrigerante ou mesmo uma cerveja (com moderação), ajudam a aliviar a forte sensação térmica. E uma piscina então?

CUIDADOS – O calor em excesso pode ter consequências para manter a boa saúde. Pessoas que tem problemas respiratórios – comuns entre idosos – podem sofrer muito se não estiverem em ambientes climatizados. Insolação é outro problema sério. Os especialistas aconselham a não ficar exposto ao sol entre 10h e 16h sem usar protetor solar e vestimenta adequada. Outra dica é tomar muito líquido. Não precisa ser necessariamente água. Pode ser sucos ou chás gelados.

Leia texto na íntegra na edição impressa de hoje da Folha de Cianorte.

Texto: Paulo Tertulino / imagem ilustrativa

Compartilhe: