Brasília reforça campanha de vacinação contra gripe

A professora Sarah Aparecida Durães, 26 anos, faz parte do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe, mas não havia sido imunizada ainda. Moradora de Águas Claras, ela já havia procurado o posto de saúde próximo à sua casa, mas as filas não permitiram que recebesse a dose. Durante rápida visita à rodoviária de Brasília, ela descobriu novo ponto de vacinação na plataforma intermediária.

“Fiquei sabendo da sala de vacinação por acaso. Estava procurando um outro posto de saúde para tomar a vacina, mas sei que as filas estão grandes. Vi o cartaz aqui na rodoviária e agilizei logo isso. Ainda bem que não tinha fila. O posto que fica atrás da minha casa vive cheio – ainda mais em época de campanha. Vim resolver umas coisas no Plano Piloto e, na volta para casa, passei aqui para me vacinar”, contou.

O comerciante Aylton Macaúba Leite, 50 anos, também aproveitou a oportunidade e recebeu a dose contra a gripe na sala de vacinação da rodoviária. Dono de uma lanchonete na plataforma superior do local, ele precisou deixar o estabelecimento apenas por alguns minutos para ser imunizado. Devido a um problema de saúde, ele garante cumprir sempre a recomendação médica e procurar a dose contra a gripe todos os anos.

“Fiquei sabendo dessa sala por conta dos cartazes nas paredes. Geralmente, tomo no posto de saúde mesmo. Mas, como trabalho aqui, ficou muito mais fácil. Tomo a vacina da gripe todos os anos porque tenho bronquite. Faço acompanhamento com um alergista e ele recomendou. Vim com o pedido e trouxe ainda um relatório anual do tratamento. Foi ótimo e deu super certo.”

A CAMPANHA

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no último dia 10 e segue até 31 de maio em todo o país.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

DIA D

O Dia D de Mobilização da campanha será no próximo sábado (4), quando as salas de vacinação devem funcionar em todo o país. Dados do Ministério da Saúde mostram que até o dia 30 de abril, 12,2 milhões de pessoas já tinham sido imunizadas. O público-alvo totaliza 59,5 milhões de pessoas.

Fonte: Paula Laboissière – Agência Brasil

Compartilhe: