Banco do Empreendedor de Cianorte já beneficiou mais de mil empresas

 

Somados, os financiamentos concedidos pela parceria entre a Fomento Paraná e a Prefeitura ultrapassam o valor de R$ 9 milhões

Cianorte é destaque no estado quanto ao número de financiamentos concedidos aos empreendedores locais por meio da Fomento Paraná. Desde a sua implantação no município, em 2001, quando era conhecida como Banco Social, até 2012, a instituição financeira atendeu a 281 empresas. A partir de 2013, com uma reestruturação, tanto pela administração municipal quanto pela estadual, a entidade, que funciona em parceria com a Prefeitura e que passou a ser chamada de Banco do Empreendedor, diminuiu a burocracia, ganhou agilidade e atingiu juros mais acessíveis. Com isso, até o momento, foram beneficiadas mais 720 empresas, que somam um total de 1.001 financiamentos e representam mais de R$ 9 milhões em investimentos.

As operações de crédito podem chegar até R$ 20 mil para investimentos fixos (obras, reformas e aquisições de equipamentos) e R$ 6 mil para capital de giro (mercadorias e matéria-prima), com taxa de juros a partir de 1,49% ao mês. Segundo a agente de desenvolvimento do Banco do Empreendedor de Cianorte, Sandra Costa, os financiamentos concedidos foram utilizados em uma variedade de ações. “Tanto para pessoa física quanto jurídica, desde a otimização do trabalho de caminhoneiros, confeiteiras, artesãos, azulejistas, fotógrafos, professores, entre outros; até a reforma de lojas, ateliês, barbearias, restaurantes e outros empreendimentos”, citou.

Tarcísio Lobianco, que é chaveiro há 12 anos, já está em seu terceiro contrato com a Fomento Paraná. “De início, o que me chamou a atenção foi a taxa de juros, a mais baixa que encontrei no mercado, e, conforme fui conhecendo mais sobre as possibilidades do Banco do Empreendedor, utilizei para capital de giro e aquisição de equipamento”, contou o empresário que agregou valor aos seus serviços com a compra de uma máquina de codificação de chaves automotivas e que, devido a sua pontualidade com a financeira, agora, também pode aproveitar vantagens exclusivas destinadas aos clientes que pagam em dia.

Outro exemplo de contratação é o caso de Danielli Alcantara que, com o crédito, passou de representante a distribuidora de cosméticos para cabelos. “Foi uma decisão muito bem planejada, com base em pesquisa de taxas e assumindo o menor risco possível. Por isso, a opção pelo Banco do Empreendedor: a praticidade do processo, o ótimo atendimento e os menores juros”, afirmou a empresária, que visa dobrar a lucratividade. Já a proprietária do Restaurante e Disk Marmitex da Cida, Maria Aparecida Wolf, aproveitou as condições da financeira para investir na estrutura de seu negócio. “Acreditamos que melhorando a apresentação estética do estabelecimento e as condições de conforto do cliente, vamos atrair e fidelizar mais fregueses”, disse.

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio, Vestuário, Serviços e Turismo, Wanderley Fernandes, que efetuou visita aos empreendedores, na última semana, verificar os resultados da atuação do Banco do Empreendedor é satisfatório. “A Prefeitura, com total apoio do prefeito Bongiorno, empenhou esforços para reativar a Fomento Paraná em Cianorte, pois tinha certeza de que iria cumprir a função de estimular o desenvolvimento dos micro e pequenos negócios, fazendo a economia da cidade girar, pois o crédito é aplicado nos estabelecimentos e prestadores de serviços do próprio município”, salientou. Os interessados em conhecer as linhas de crédito podem comparecer ao Banco do Empreendedor, na Avenida Brasil, nº 510, aos fundos da Agência do Trabalhador.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: