Aumenta compra de produtos da agricultura familiar

agricultura familiar2As compras de produtos da agricultura familiar para a merenda escolar no Paraná devem atingir R$ 58 milhões neste ano, o que representa 75% do total de R$ 78 milhões que serão repassados pelo Governo Federal ao estado dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Pela lei do PNAE, é necessário que pelo menos 30% dos recursos totais sejam para a compra de produtos de agricultores familiares. O Paraná, portanto, estará destinando a aquisição de alimentos frescos mais que o dobro que o mínimo exigido pela lei. Para este ano, a Secretaria da Educação prevê ofertar 1,3 milhão de refeições para os alunos de 2.700 escolas estaduais dos 399 municípios do Paraná.

A evolução do programa no Paraná desde 2011 e as projeções de compras para este ano foram apresentadas hoje (18) pela executora do PNAE no Estado, Márcia Stolarski, durante a primeira reunião deste ano do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Cedraf-Paraná). Um desafio apresentado aos conselheiros do Cedraf-PR para atingir a meta de aumento nas compras de produtos frescos, segundo Márcia Stolarski, é organizar os agricultores e associações em 26 municípios do Estado que ainda não estão incluídos no programa por falta de oferta de produtos.

A executora do programa no Estado atribuiu o aumento das compras de produtos da agricultura familiar à construção da parceria com os agricultores e cooperativas de agricultores familiares que estão mais organizados, mais participativos e melhoraram a logística de distribuição de alimentos fazendo com que as mercadorias sejam entregues com mais regularidade nas escolas.

EVOLUÇÃO – De 2011 para cá, os municípios atendidos pelo programa passaram de 192 para 373. As compras de alimentos aumentaram de 39 para 81 itens e o valor investido para aquisição de produtos diretamente dos agricultores familiares passou de R$ 3 milhões para R$ 46 milhões.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe: