Atletas do Top 2020 são ouro no brasileiro de canoagem de velocidade e paracanoagem


A capital paranaense recebe neste final de semana, de quinta a domingo, o Campeonato Brasileiro de Canoagem de Velocidade e Paracanoagem, realizado no Parque Náutico do Iguaçu, localizado no bairro Boqueirão, com provas das 8h às 18h. E o Paraná está bem representado com atletas que fazem parte da elite do esporte nacional, todos eles bolsistas do programa Talento Olímpico do Paraná (TOP 2020).

A COMPETIÇÃO

A primeira fase teve início na manhã da quinta-feira (30), com as primeiras disputas já com vitórias de atletas do TOP 2020. Dobradinha na final do K1 1000m, tanto no masculino quanto no feminino. Entre os homens, Vagner Júnior Souta e Roberto Maehler terminaram em primeiro e em segundo, respectivamente. No feminino, ouro para Ana Paula Vergutz e prata para Lacy Bianqui. Nesta sexta (31) a competição teve início às 8h, com 17 atletas do TOP 2020 nas raias.

“O programa auxilia muito nos custos de um atleta de alto rendimento. São muitas viagens, suplementos e sem esse apoio ficaria muito difícil se manter em alto nível”, disse Vagner Souta, bolsista do programa há três anos.

ISAQUIAS

O tri-medalhista olímpico na Rio 2016, Isaquias Queiroz, também participa da competição. Na manhã desta sexta-feira ele foi ouro na final do C1 1000m. Recentemente ele conquistou duas medalhas de ouro e uma de bronze no Mundial realizado em Montemor-o-Velho, Portugal.

NO TOPO DO MUNDO

No dia 25 de agosto de 2018, o bolsista do TOP Igor Alex Tofalini foi Campeão Mundial de Paracanoagem na classe VL2. Na oportunidade, ele cruzou a linha de chegada com o tempo de 54s316. O atleta integrou a equipe brasileira que disputou a competição em em Portugal. Igor Também está em Curitiba disputando o Brasileiro.

FIQUE POR DENTRO DO ESPORTE

Na competição de canoagem velocidade os atletas se utilizam de caiaques (K) ou canoas (C) nas provas, que acontecem em rios ou lagos. As distâncias são de 1000, 500 e 200 metros. No caiaque, o competidor rema sentado com um remo de duas pás; já na canoa, o canoísta se apoia com um joelho no chão e usa um remo de uma pá. As embarcações podem ser para uma, duas ou quatro pessoas. Na paracanoagem, as embarcações são adaptados conforme a deficiência do atleta, utilizando a letra K para caiaque e V para canoa.

O Talento Olímpico do Paraná é uma realização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET) com o patrocínio da Copel.

Fonte: Jaqueline Dubas/SEET – Fotos: Thiago Chas/SEET

Compartilhe: