Aplicativo paranaense Menor Preço é adotado no Espírito Santo

O aplicativo Menor Preço, que estimula a pesquisa de preços e o pedido da nota fiscal eletrônica, será implantado pelo Espírito Santo. O Estado é o primeiro fora do Paraná a adotar a ferramenta desenvolvida pela Celepar para a Secretaria da Fazenda. O lançamento aconteceu nesta terça-feira (20) no Palácio Anchieta, em Vitória.

A adoção do aplicativo pelos capixabas é resultado do protocolo de intenções firmado em outubro passado, em Curitiba, pelo governador Beto Richa e o secretário de Fazenda do Espírito Santo, Bruno Funchal. Participaram da solenidade o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung e o presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite.

Esse aplicativo é mais uma demonstração do que as novas tecnologias possibilitam para a sociedade e o setor público. É uma medida para auxiliar os consumidores capixabas. Também por meio desta ferramenta poderemos combater a concorrência desleal feita com sonegação fiscal. É uma ferramenta que vai ajudar o cidadão e os comerciantes”, disse o governador Paulo Hartung.

O presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite, afirmou que a parceria com o Espírito Santo está abrindo a discussão de um modelo de integração nacional do aplicativo. “O Espírito Santo é um Estado evoluído tecnologicamente e tem um governo digital de alta qualidade”, explicou. “No momento em que estabelecemos uma integração de ações conjuntas para a gestão pública, é vital para o Paraná o exercício desse projeto-piloto, no qual o Espírito Santo vai desenvolver ainda mais a atividade e possibilitar que melhoremos cada vez mais o Menor Preço”, destacou.

DEVER DE CASA – O secretário Bruno Funchal ressaltou que o Menor Preço é uma forma de o Governo do Espírito Santo, que equilibrou as contas públicas, ajudar as famílias capixabas a fazerem o mesmo. “O Menor Preço vai ajudar o consumidor a pagar mais barato, mostrando quais estabelecimentos estão cobrando mais ou menos pelo mesmo produto. Isso estimula a concorrência no varejo”, disse.

Ele acrescentou que o aplicativo também é importante para o governo, uma vez que o cidadão participará mais desse processo, pedindo a nota fiscal. “O comércio, por sua vez, vai querer emitir nota fiscal porque ele vai participar do aplicativo e fazer um marketing do próprio estabelecimento. Ou seja, temos um conjunto de boas características para o Estado, para os contribuintes e para o cidadão”, afirmou.

APLICATIVO – Desenvolvido pela Celepar para a Secretaria da Fazenda do Paraná, o aplicativo lançado em novembro de 2016 permite ao usuário pesquisar instantaneamente, com o celular, os preços de produtos em mais de 100 mil estabelecimentos no Paraná. O Menor Preço faz o comparativo de preços dos produtos entre os estabelecimentos cadastrados e apresenta o mais barato ao usuário.

Para fazer o comparativo, o usuário faz a leitura do código de barras do produto que pretende pesquisar ou digita o nome do que procura no campo de busca. O aplicativo também fornece o mapa de localização, o endereço e o trajeto até o estabelecimento escolhido pelo cliente.

As informações são atualizadas em tempo real toda vez que um varejista emite uma nota fiscal. Semanalmente são mais de 10 milhões de preços atualizados. No Espírito Santo o aplicativo terá o mesmo formato e funcionalidades.

O Menor Preço também permite a criação de listas de produtos para que o consumidor verifique onde cada item de sua compra está mais barato. Com a lista salva é possível procurar todos ao mesmo tempo. Para utilizar essa opção é preciso fazer cadastro no site do Programa Nota Paraná (www.notaparana.pr.gov.br).

DOWLOADS – Disponível gratuitamente para as plataformas iOS e Android, o aplicativo já conta com 604 mil downloads e 35 milhões de acessos (registrados via google analytics), e obteve nota de referência 4,1 na Google Play e de 4 na Apple Store – em uma escala máxima de 5 – em mais de 2.045 avaliações.

Em 2017, o Menor Preço foi um dos vencedores da 16ª edição do Prêmio Excelência em Governo Eletrônico (e-Gov 2017) da Associação Brasileira das Empresas de TIC (Abep) e do Prêmio Top de Marketing da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB-Seção Paraná).

Fonte: AEN-PR

Compartilhe: